Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
ARRANGEMENT FOR A PACKAGING CONTAINER USED FOR COLLECTING RECYCLABLE MATERIALS
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2015/188241
Kind Code:
A1
Abstract:
The present utility model application preferably pertains to the recycling sector, and relates more specifically to a packaging container (1) made of high-grammage raffia, provided with a fold (3) of the edge at the open end, which is folded inward/outward, seams (4), an inner backing (6) and eyelets (7). The position of the eyelets can vary according to the needs of the users or improvements to the project, avoiding any restrictions due to the prescribed packaging principles. Likewise, the use of the packaging container is not limited to the recycling sector, and encompasses any sector requiring such an utensil for the performance of activities in said sector.

Inventors:
JOSÉ SANGIACOMO, Pasquale (Av. Cel. João Quintino, nº 275 Centro, CEP: -000, Taquarituba - SP, Taquarituba, 18740, BR)
Application Number:
BR2015/050065
Publication Date:
December 17, 2015
Filing Date:
June 01, 2015
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
JOSÉ SANGIACOMO, Pasquale (Av. Cel. João Quintino, nº 275 Centro, CEP: -000, Taquarituba - SP, Taquarituba, 18740, BR)
International Classes:
B65F1/00; B65B67/06; B65D33/28; B65D63/16
Domestic Patent References:
WO2008008644A22008-01-17
WO2001072595A12001-10-04
WO2005108243A12005-11-17
Foreign References:
US20080044111A12008-02-21
US3738568A1973-06-12
US3013597A1961-12-19
US20010019638A12001-09-06
Attorney, Agent or Firm:
ANTONIO NUNES, Marcos (Rua Pedro Mascarenhas Ribas, nº 412Jardim Carvalho,CEP: -760, Ponta Grossa - PR, Ponta Grossa, 84015, BR)
Download PDF:
Claims:
REIVINDICAÇÃO

1-"DISP0SIÇÃ0 APLICADA EM EMBALAGEM UTILIZADA NA COLETA DE MATERIAIS RECICLÁVEIS", confeccionada em ráfia de alta gramatura, CARACTERIZADO por a disposição em questão (1) apresentar dobramento (3) da borda pertencente à extremidade aberta em sentido fora/dentro, sendo a união da referida borda e a inserção de alças (5) exercida por meio de linhas de costuras (4) em todo o diâmetro da embalagem (2); por ser possível o emprego de uma única linha de costura (4) na dita borda e a inclusão de reforço interno (6) entre as paredes internas da borda formada no dobramento e ilhós (7) transpassando por sobre a borda e o referido reforço; por serem inseridas na embalagem (2) durante a confecção das linhas de costura (4) fitas para a amarração (8 e 8.1); por ser integrada uma capa superior ou proteção (10) fixada juntamente nas linhas de costuras (4) realizadas na boca da embalagem (2), sendo a referida proteção dotada de fitas (8) e cinta (9) em sua extremidade as quais são fixadas através de linhas de costuras (4.1); por a fixação das fitas secundárias (8.1) e fivela (9.1) sobre a embalagem (2) ser cumprida por linhas de costuras (4.2).

Description:
"DISPOSIÇÃO APLICADA EM EMBALAGEM UTILIZADA NA COLETA DE

MATERIAIS RECICLÁVEIS"

[001] O pedido de modelo de utilidade BR 20 2013 021534 7 de

22/08/2013 será considerado como prioridade interna do relatório que prossegue, o qual está relacionado ao setor voltado preferencialmente à reciclagem e refere- se, mais especificamente, a características construtivas as quais garantem maior resistência e durabilidade às embalagens empregadas no acondicionamento e transporte de materiais recicláveis.

[002] São conhecidos no mercado sacos e contentores flexíveis geralmente confeccionados em ráfia para os mais diversos fins. Atualmente, alguns modelos de sacos são empregados na armazenagem e transporte de materiais recicláveis. O lixo residencial passível de aproveitamento é inserido nos sacos e transportado até as usinas de reciclagem. Após a retirada do lixo, os sacos retornam aos locais de coleta, sejam residências, comércios ou indústrias, para serem reutilizados diversas vezes na mesma função.

[003] Apesar de funcionais, os sacos conhecidos não apresentam alta durabilidade devido à ausência de dispositivos capazes de aumentar sua vida útil e facilitar o transporte. Caso o indivíduo opte por embalagens mais resistentes, é possível utilizar contentores flexíveis denominados "big bags", entretanto, por disporem de dimensões elevadas, seu deslocamento e transporte tornam-se dificultosos, principalmente se esse deslocamento for manual. Além dessas dificuldades, o espaço para seu condicionamento deve ser muito amplo, tornando- se restrito à maioria das residências.

[004] Em relação ao estado da técnica, não foram encontrados registros que pleiteiam formas de elevar a resistência desse padrão de embalagem, apenas o registro PI9304671-5 demonstra um saco de armazenamento para produtos a granel, como cereais, areia, cimento, sulfatos, café e farinha em que uma das emendas (2) do saco (1) apresenta dobras (3) voltadas ao interior do dito saco, bem como uma abertura (4) de enchimento a qual é passível de fechamento pelas dobras (3).

[005] O presente modelo de utilidade tem por objetivo disponibilizar um padrão de embalagem diferenciado, caracterizado por apresentar detalhes construtivos que elevam a resistência, vida útil e o manuseio das embalagens, seja ao setor de coleta e transporte de materiais recicláveis ou para outras aplicações onde seja necessária a utilização de embalagens aperfeiçoadas.

[006] O pedido será descrito a seguir em maiores detalhes, a título de exemplo não limitativo, com referência à sua realização preferencial ilustrada nas figuras abaixo, na qual:

[007] A figura 1 ilustra em vista isométrica a configuração preferencial da embalagem;

[008] A figura 2 representa em vista parcial em corte a formação da borda produzida na extremidade aberta da embalagem;

[009] A figura 3 detalha em vista isométrica em corte a inserção do ilhós na borda como variação configurativa;

[010] A figura 4 detalha em vista isométrica o ilhós inserido;

[011] A figura 5 ilustra em vista perspectiva uma segunda variável configurativa passível de aplicação;

[012] A figura 6 representa o método de fechamento da embalagem empregando a segunda variável configurativa;

[013] As figuras 7 e 8 demonstram mais duas variáveis configurativas da embalagem.

[014] Em concordância com as figuras 1 e 2, a disposição aplicada em embalagem utilizada na coleta de materiais recicláveis (1) é confeccionada preferencialmente em ráfia de alta gramatura, sendo o fundo e/ou as laterais da embalagem (2) opcionalmente isenta de costura. A novidade consiste em reforçar a boca da embalagem utilizando a própria embalagem e costuras reforçadas.

[015] O processo de desenvolvimento do reforço é iniciado após a confecção da embalagem através do dobramento (3) da borda pertencente à extremidade aberta em sentido fora/dentro (indicado na seta da figura 2). A faixa dobrada pode medir cerca de cinco centímetros ou mais e a união da dobra é exercida por meio de linhas de costuras (4) em todo o diâmetro da embalagem, formando uma borda altamente reforçada.

[016] Visando facilitar o manuseio, transporte e armazenamento das embalagens, é possível inserir entre a área interna do material dobrado e as costuras uma ou diversas alças (5) produzidas no mesmo material da embalagem ou qualquer tipo de material resistente. Em circunstância de a alça ser inserida, as próprias linhas de costuras efetuadas sobre a borda da embalagem e sua superfície são suficientes para prover a fixação de maneira eficiente, dispensando outros métodos fixadores.

[017] Prevalecendo o mesmo princípio inventivo, é possível desenvolver variáveis config urativas na melhoria aplicada na borda (figuras 3 e 4). Nesta variável, emprega-se opcionalmente uma única linha de costura (4) e inseridos novos componentes na borda, como o reforço interno (6) e ilhós (7). O reforço interno (6) (melhor visualizado no detalhe A da figura 3) deve ser acondicionado entre as paredes internas da borda formada no dobramento enquanto o ilhós (7) (detalhe B da figura 4) é introduzido por sobre a borda e o reforço, transpassando ambos a fim de estabelecer um modelo de encaixe vazado ou sustentáculo para permitir a inserção de uma alça avulsa. O reforço (6) tem em vista elevar a resistência da borda e a permanência do ilhós, pois somente o ilhós integrado fragilizaria a borda e poderia ser extraído com facilidade, principalmente nas ações rotineiras de trabalho.

[018] Um terceiro meio de aplicação (figuras 5 e 6) consiste em inserir dois ilhós (7) sobre a superfície externa da borda, porém, nesta variável, os ilhós transpassam apenas sua superfície externa com intuito de transformar o espaço interno formado pelo dobramento e a linha de costura em um canal preenchido pela alça a qual, quando puxada, fecha automaticamente a extremidade aberta da embalagem.

[019] Por fim, uma quarta variável (figura 7) pode aproveitar as linhas de costura (4) da embalagem (2) para a inserção de fitas para a amarração (8 e 8.1) durante a confecção das ditas linhas, ou ainda, ser integrada um tipo de capa superior ou proteção (10) (figura 8) fixada juntamente nas linhas de costuras (4) realizadas na boca da embalagem (2), sendo a referida proteção dotada de fitas (8) e cinta (9) em sua extremidade, sejam fitas de amarração ou ajuste. A fixação destas fitas e cinta pode ser cumprida através de linhas de costuras (4.1) semelhantes às linhas admitidas na boca da embalagem, garantindo uma fixação plena. Da mesma forma, a fixação das fitas secundárias (8.1) e fivela (9.1) sobre a embalagem (2) utilizam linhas de costuras (4.2) com padrão semelhante às linhas citadas anteriormente.

[020] Vale lembrar que a quantidade de alças e a posição dos ilhós podem variar conforme a necessidade dos usuários ou aprimoramento do projeto, evitando a restrição dos preceitos admitidos na embalagem. Da mesma forma, a aplicação das embalagens não se limita ao setor de reciclagem, abrangendo qualquer setor que dependa de tal utensílio em suas atividades.

[021] A disposição aplicada em embalagem utilizada na coleta de materiais recicláveis, buscando atribuir uma opção funcional aos indivíduos em suas residências, comércios ou indústrias, proporciona diversas vantagens em relação ao estado da técnica, como praticidade no manuseio, transporte, elevada resistência e vida útil, tornando a disposição proposta, por estes atributos e o efeito causado, merecedora do ato inventivo pleiteado.