Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
AUTOMATIC CORK PLANK EJECTION MODULE AND PLANK-SELECTION SYSTEM ON THE BASIS OF PLANK THICKNESS
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2018/004365
Kind Code:
A1
Abstract:
The invention relates to an automatic cork plank ejection module (1) comprising a structure (2) with a cork plank inlet (3) and a first cork plank outlet (4) through which the planks are ejected from the module (1), characterised in that it further comprises a cork plank extractor element (5) capable of moving in two planes (P1, P2) arranged one above the other, a first plane (P1) defining an advance direction of the extractor element (5) for ejecting a cork plank through the first cork plank outlet (4) and a second plane (P2) arranged above the first plane (P1) which defines a backward direction of motion of the extractor element (5). The invention further relates to an automatic cork plank selection system comprising at least two modules (1). The invention is applicable in the cork industry.

Inventors:
ALVES, Hugo Manuel Godinho (TRAVESSA DE ESTRADA DE ABRANTES Nº 19, PONTE DE SOR, 7400-282, 7400-282, PA)
FERNANDES, José Pedro Viegas (RUA DO PELOURINHO, N.º 715 JANARDO, 3475-037 CARAMULO, 3475-037, PT)
Application Number:
PT2017/050017
Publication Date:
January 04, 2018
Filing Date:
June 30, 2017
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
AMORIM CORK RESEARCH, LDA. (RUA DE MELADAS, 380, 4535-186 MOZELOS VFR, 4535-186, PT)
International Classes:
B07C5/14
Attorney, Agent or Firm:
MOREIRA, Pedro Alves (Rua do Patrocínio 94, 1399-019 Lisboa, 1399-019, PT)
Download PDF:
Claims:
RE IVINDICAÇÕES

Módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça, compreendendo uma estrutura (2) que compreende uma entrada (3) de pranchas de cortiça e uma primeira saída (4) de pranchas de cortiça através da qual as referidas pranchas são expulsas para fora do módulo (1), caracterizado por compreender ainda um elemento (5) extrator de pranchas de cortiça passível de se deslocar em dois planos (PI, P2) sobrepostos, em que um primeiro plano (PI) define um sentido de avanço do elemento (5) extrator para expulsão de uma prancha de cortiça, através da primeira saída (4) de pranchas de cortiça, e um segundo plano (P2) disposto acima do primeiro plano (PI) define um sentido de recuo do elemento (5) de extrator.

Módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça, de acordo com a reivindicação 1, caracterizado por compreender ainda um sensor (6) de posição de pranchas de cortiça para determinação automática da posição relativa da prancha de cortiça no módulo (1) .

Módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça, de acordo com a reivindicação 1 ou 2, caracterizado por a referida estrutura (2) compreender adicionalmente uma segunda saída (7) de pranchas de cortiça, permitindo uma saída alternativa das pranchas de cortiça do módulo (1) .

Módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça, de acordo com a reivindicação 3, caracterizado por compreender ainda uma barreira (8) amovível de contenção de

1 pranchas de cortiça disposta ad acentemente à segunda saída (7), para conter uma prancha de cortiça no módulo (1) antes da sua expulsão.

5. Módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça, de acordo com a reivindicação 4, caracterizado por a barreira (8) amovível ser deslocável verticalmente entre uma posição de contenção de pranchas de cortiça e uma posição de passagem de pranchas de cortiça.

6. Módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça, de acordo com qualquer uma das reivindicações anteriores, caracterizado por o elemento (5) extrator de pranchas de cortiça estar disposto na estrutura (2) .

7. Sistema (9) de seleção automática de pranchas de cortiça, caracterizado por compreender:

• um dispositivo (10) de transporte de pranchas de cortiça,

• um dispositivo (11) de leitura automática de espessura de prancha de cortiça ligado em comunicação de dados com uma unidade (12) de processamento central;

• pelo menos dois módulos (1) de expulsão de pranchas de cortiça reivindicados em qualquer uma das reivindicações anteriores, em que : os referidos, pelo menos dois, módulos (1) de expulsão estão dispostos a jusante do dispositivo (11) de leitura

2 automática, e em série uns relativamente aos outros, sendo os referidos módulos (1) alimentados de pranchas de cortiça pelo referido dispositivo (10) de transporte; cada módulo (1) de expulsão está configurado para expulsar pranchas de cortiça com uma gama de espessuras predeterminada e cada módulo (1) de expulsão está ligado em comunicação de dados com a unidade (12) de processamento central que está configurada para selecionar o respetivo módulo (1) de expulsão com base na informação de espessura recebida do dispositivo (11) de leitura automática.

8. Sistema (9) de seleção de acordo com a reivindicação 7, caracterizado por o dispositivo (10) de transporte de pranchas de cortiça ser um tapete rolante ou uma correia transportadora .

9. Sistema (9) de seleção de acordo com a reivindicação 7 ou 8, caracterizado por compreender sete módulos (1) de expulsão de pranchas de cortiça.

3

Description:
DESCRIÇÃO

MÓDULO DE EXPULSÃO AUTOMÁTICA DE PRANCHAS DE CORTIÇA E SISTEMA DE SELEÇÃO DE PRANCHAS BASEADA NA ESPESSURA DESTAS"

CAMPO DA INVENÇÃO

A presente invenção refere-se a um módulo de expulsão automática de pranchas de cortiça. A invenção refere-se ainda a um sistema de seleção de pranchas de cortiça baseada na espessura destas. A invenção encontra aplicação na indústria da cortiça, nomeadamente na seleção de pranchas de cortiça, de acordo com a sua espessura.

ANTECEDENTES DA INVENÇÃO

A classificação de pranchas de cortiça por espessura é habitualmente realizada por operadores que manipulam, uma a uma, as pranchas de cortiça, classificando-as visualmente e através do tato, de modo a selecioná-las para as organizar em pilhas ordenadas por espessuras correspondentes.

A eficácia relativa deste sistema está assim dependente da destreza e experiência dos operadores no manuseio e avaliação da espessura das pranchas de cortiça.

Dada a natureza deste sistema de classificação, é necessário algum tempo de adaptação do operador à função para que a possa desempenhar cabalmente. Para além disso, a rentabilidade deste sistema é diminuta, uma vez que as cadências de trabalho são baixas, devido à sua natureza manual.

A existência de erros na classificação da espessura das pranchas de cortiça é também um inconveniente.

Não são conhecidos na indústria dispositivos mecânicos que permitam realizar estas tarefas de forma automática.

Pelo exposto, existe a necessidade na técnica de um módulo de expulsão automática de pranchas de cortiça, bem como de um sistema de classificação de pranchas cortiça por espessura que ultrapassem os inconvenientes acima mencionados.

SUMÁRIO DA INVENÇÃO

A presente invenção refere-se a um módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça, compreendendo uma estrutura (2) que compreende uma entrada (3) de pranchas de cortiça e uma primeira saída (4) de pranchas de cortiça através da qual as referidas pranchas são expulsas para fora do módulo (1), caracterizado por compreender ainda um elemento (5) extrator de pranchas de cortiça passível de se deslocar em dois planos (PI, P2) sobrepostos, em que um primeiro plano (PI) define um sentido de avanço do elemento (5) extrator para expulsão de uma prancha de cortiça, através da primeira saída (4) de pranchas de cortiça, e um segundo plano (P2) disposto acima do primeiro plano (PI) define um sentido de recuo do elemento (5) de extrator. De um modo preferido, o módulo (1) de expulsão compreende ainda um sensor (6) de posição de pranchas de cortiça para determinação automática da posição relativa da prancha de cortiça no módulo (1) .

Numa forma de realização, a referida estrutura (2) compreende adicionalmente uma segunda saída (7) de pranchas de cortiça, permitindo uma saída alternativa das pranchas de cortiça do módulo (1) .

Numa outra forma de realização, o módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça compreende adicionalmente barreira (8) amovível de contenção de pranchas de cortiça disposta ad acentemente à segunda saída (7), para conter uma prancha de cortiça no módulo (1) antes da sua expulsão. De um modo preferido a referida barreira (8) amovível é deslocável verticalmente entre uma posição de contenção de pranchas de cortiça e uma posição de passagem de pranchas de cortiça.

De um modo muito preferido, o elemento (5) extrator de pranchas de cortiça está disposto na estrutura (2) .

A invenção refere-se ainda a um sistema (9) de seleção automática de pranchas de cortiça, caracterizado por compreender :

• um dispositivo (10) de transporte de pranchas de cortiça,

• um dispositivo (11) de leitura automática de espessura de prancha de cortiça ligado em comunicação de dados com uma unidade (12) de processamento central; • pelo menos dois módulos (1) de expulsão de pranchas de cortiça reivindicados em qualquer uma das reivindicações anteriores, em que : os referidos, pelo menos dois, módulos (1) de expulsão estão dispostos a jusante do dispositivo (11) de leitura automática, e em série uns relativamente aos outros, sendo os referidos módulos (1) alimentados de pranchas de cortiça pelo referido dispositivo (10) de transporte; cada módulo (1) de expulsão está configurado para expulsar pranchas de cortiça com uma gama de espessuras predeterminada e cada módulo (1) de expulsão está ligado em comunicação de dados com a unidade (12) de processamento central que está configurada para selecionar o respetivo módulo (1) de expulsão com base na informação de espessura recebida do dispositivo (11) de leitura automática.

Numa forma de realização do sistema (9), o dispositivo (10) de transporte de pranchas de cortiça é um tapete rolante ou uma correia transportadora.

Numa forma de realização preferida, o sistema (9) de seleção compreende sete módulos (1) de expulsão de pranchas de cortiça tal como explicados acima. BREVE DESCRIÇÃO DOS DESENHOS

A seguir procede-se à descrição da invenção fazendo referência aos desenhos anexos, em que:

A Fig. 1 é uma vista em perspetiva de uma forma de realização do módulo de expulsão da invenção, na qual são visíveis, entre outros elementos, os planos exemplificativos nos quais se desloca o elemento extrator, e um tapete transportador de pranchas de cortiça para alimentação do módulo.

A Fig. 2 é uma vista em perspetiva da forma de realização da Fig. 1 na qual o elemento extrator se encontra na posição inicial de prontidão, antes da expulsão de uma prancha de cortiça .

A Fig. 3 ilustra o módulo da Fig. 2, em que o elemento extrator avançou no plano PI com vista à expulsão de uma prancha de cortiça.

A Fig. 4 ilustra o módulo da Fig. 3, em que o elemento extrator se encontra numa posição subida com vista a iniciar o movimento de recuo para a sua posição de prontidão sem constituir impedimento à entrada de uma nova prancha de cortiça no módulo.

A Fig. 5 ilustra o módulo da Fig. 4, em que o elemento extrator recuou no plano P2 para uma posição de recuo próxima da posição inicial de prontidão. A Fig. 6 e uma vista em perspetiva de uma forma realização preferida do sistema de seleção de pranchas invenção .

DESCRIÇÃO DE TALHADA DA INVENÇÃO

A presente invenção refere-se a um módulo de expulsão automática de pranchas de cortiça, bem como, a um sistema de seleção automática de pranchas de cortiça, cu a seleção é baseada em gamas de espessura das pranchas.

A presente invenção encontra aplicação na indústria corticeira, nomeadamente na seleção de pranchas de cortiça, de acordo com a sua espessura.

No contexto da presente descrição, o termo "compreendendo" deve ser entendido como "incluindo, entre outros". Como tal, o referido termo não deve ser interpretado como "consistindo apenas de".

A expressão "prancha de cortiça" refere-se a uma placa de material de cortiça que apresenta um comprimento que pode variar normalmente entre os 300 mm e os 2500 mm. Na indústria corticeira, as pranchas de cortiça são selecionadas com base no valor da sua espessura e não do comprimento.

Fazendo referência às Fig. 1 a 5, o módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça da presente invenção compreende uma estrutura (2) compreendendo uma entrada (3) de pranchas de cortiça e uma primeira saída (4) de pranchas de cortiça através da qual as referidas pranchas são expulsas para fora do módulo (1) . O módulo (1) compreende ainda um elemento (5) extrator de pranchas de cortiça passível de se deslocar em pelo menos dois planos (PI, P2) não complanares entre si, exemplificados na Fig. 1, em que um primeiro plano (PI) define um sentido de avanço do elemento (5) extrator para expulsão de uma prancha de cortiça, através da primeira saída (4) de pranchas de cortiça, e um segundo plano (P2) disposto acima do primeiro plano (PI) define um sentido de recuo do elemento (5) de extrator.

Para melhor compreensão, uma placa de cortiça é admitida no módulo (1) através da sua entrada (3) . Depois, o elemento (5) extrator avança no plano (PI), que é o plano de trabalho em que se situa a placa de cortiça, de modo a expulsar a última através da primeira saída (4) de pranchas de cortiça. A Fig. 2 exemplifica a posição final do elemento (5) extrator após expulsão de uma prancha de cortiça.

Após este movimento de avanço do elemento (5) extrator com vista à expulsão de uma prancha de cortiça, o mesmo elemento (5) extrator tem de recuar para a sua posição inicial, também denominada posição de prontidão, a partir da qual poderá avançar para produzir a expulsão de uma outra prancha. A presente invenção concebe que este recuo seja realizado num plano (P2) situado a um nível superior ao plano (PI) de trabalho, de modo a permitir que uma nova prancha de cortiça entre no módulo (1) e por baixo do elemento (5) extrator enquanto este recupera a sua posição funcional para nova expulsão. Por este motivo, o movimento de retorno do elemento (5) extrator não interfere com as pranchas de cortiça que estão a entrar no módulo (1) . Estes movimentos do elemento (5) extrator estão exemplificados sequencialmente nas Fig. 2 a 5. Esta característica permite economizar tempo e dotar o módulo (1) de uma maior produtividade .

Deve ser salientado que os planos (PI, P2) não têm de ser necessariamente paralelos conforme se encontram nas figuras anexas, embora tenham de verificar a condição de não serem complanares e de distarem um do outro de uma distância mínima que permita a entrada de uma prancha de cortiça no módulo (1) quando o elemento (5) extrator recua da posição de expulsão para a posição de recuo (Fig. 5) antes de assumir a posição de prontidão .

A forma do elemento (5) extrator será escolhida pelo especialista na técnica de modo a cumprir a função técnica tal como explicada. A título exemplificativo e não limitativo, o elemento (5) é um elemento do tipo espátula de arraste, tal como se encontra representado nas figuras.

Numa forma de realização preferida, o módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça compreende ainda um sensor (6) de posição de pranchas de cortiça para determinação automática da posição relativa da prancha de cortiça no módulo, em particular no plano (PI) de trabalho.

De um modo muito preferido, a referida estrutura (2) do módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça compreende adicionalmente uma segunda saída (7) de pranchas de cortiça, o que permite selecionar pranchas com determinada espessura, que serão expulsas através da primeira saída (4) e deixar que outras pranchas que não possuem a espessura selecionada saiam do módulo (1), neste caso através da segunda saída ( 7 ) . Numa outra forma de realização preferida, o módulo (1) de expulsão automática de pranchas de cortiça compreende ainda uma barreira (8) amovível de contenção de pranchas de cortiça disposta ad acentemente à segunda saída (7), para conter uma prancha de cortiça no módulo (1) antes da sua expulsão, impedindo deste modo que uma prancha selecionada para expulsão saia indevidamente do módulo (1) pela segunda saída (7) . Esta barreira (8) amovível pode ser deslocável verticalmente entre uma posição de contenção de pranchas de cortiça e uma posição de passagem de pranchas de cortiça, por exemplo deslocando-se para cima de modo a deixar passar a prancha de cortiça e para baixo para interromper essa passagem. Um exemplo do funcionamento da referida barreira (8) amovível, quando esta existe, está ilustrado na sequência das Fig. 2 a 5.

Numa outra forma de realização da invenção, o elemento (5) extrator de pranchas de cortiça faz parte da estrutura (2) .

Com referência à Fig. 6, a presente invenção refere-se ainda a um sistema (9) de seleção automática de pranchas de cortiça .

O sistema (9) compreende:

- um dispositivo (10) de transporte de pranchas de cortiça,

- um dispositivo (11) de leitura automática de espessura de prancha de cortiça ligado em comunicação de dados com uma unidade (12) de processamento central; e

- pelo menos dois módulos (1) de expulsão de pranchas de cortiça, tais como descritos anteriormente, dispostos a jusante do dispositivo (11) de leitura automática, e em série uns relativamente aos outros, sendo os referidos módulos (1) alimentados de pranchas de cortiça pelo referido dispositivo (10) de transporte; cada módulo (1) de expulsão está configurado para expulsar pranchas de cortiça com uma gama de espessuras predeterminada; e cada módulo (1) de expulsão está ligado em comunicação de dados com a unidade (12) de processamento central que está configurada para selecionar o respetivo módulo (1) de expulsão com base na informação de espessura recebida do dispositivo (11) de leitura automática.

Ao passar pelo dispositivo (11) de leitura automática de espessura de prancha de cortiça, a espessura de cada prancha de cortiça é determinada.

A informação recolhida sobre a espessura da prancha de cortiça é comunicada à unidade (12) de processamento central, a qual, define qual o módulo (1) de expulsão que atuará nessa prancha. Deste modo, por exemplo, a associação de 7 módulos (1) em série no presente sistema (9) permitirá selecionar sete diferentes gamas de espessura de prancha, cujas pranchas ficarão organizadas de acordo com tais gamas de espessura sem qualquer intervenção humana.

Assim, cada módulo (1) de expulsão está ligado em comunicação de dados com a unidade (12) de processamento central que está configurada para selecionar o respetivo módulo (1) de expulsão com base na informação de espessura recebida do dispositivo (11) de leitura automática, como já se referiu.

De um modo preferido, o dispositivo (10) de transporte de pranchas de cortiça é um tapete rolante ou uma correia transportadora. Numa forma de realização, este tapete é um tapete linear que atravessa todo o conjunto de módulos (1) dispostos em série.

Numa forma de realização, o sistema (9) de seleção automática de pranchas de cortiça compreende, complementarmente, um tapete (13) receção das pranchas de cortiça disposto a montante do dispositivo (11) de leitura, servindo este tapete (13) para alimentar o referido dispositivo (11) . As pranchas de cortiça são colocadas no tapete (13) de um modo manual ou mecânico.

Numa outra forma de realização, o sistema (9) compreende ainda um tapete (14) de retenção de pranchas de cortiça, disposto entre o dispositivo (11) e o dispositivo (10) de transporte, servindo o tapete (14) para definir os tempos de entrada das pranchas de cortiça no dispositivo (10) de transporte. Assim, o dispositivo (10) de transporte poderá ter uma velocidade de funcionamento constante.

Note-se, no entanto, que o dispositivo (10) de transporte poderá ter velocidades variáveis de funcionamento, independentemente da existência do tapete (14) de retenção.

O funcionamento do elemento (5) extrator é idêntico ao mencionado anteriormente com referência ao módulo (1) de expulsão .

Em operação, quando uma determinada prancha de cortiça não tiver a espessura determinada para ser expulsa num determinado módulo (1) de expulsão, esta atravessa esse módulo (1) saindo pela segunda saída (7) de pranchas do mesmo e deslocando-se sobre o dispositivo (10) de transporte para o módulo (1) seguinte. Tal situação repete-se até que a prancha de cortiça entre no módulo (1) determinado pela unidade (12) de processamento e onde será removida através da primeira saída (4) deste módulo (1) por ação do seu elemento (5) extrator.

Em termos de funcionamento exemplificativo de uma forma de realização do sistema da invenção, quando uma prancha de cortiça entra no módulo (1) de expulsão onde vai ser expelida, é identificada por um sensor (6) de posição, o qual aciona uma barreira (8) amovível, por exemplo, através de um atuador, de modo que a barreira (8) amovível impeça o deslocamento da prancha de cortiça para o módulo (1) seguinte.

O sistema (9) da invenção pode funcionar em contínuo, e apresenta uma capacidade mínima de expulsão em cada pórtico de uma peça a cada quatro segundos, ou seja, de 15 peças por minuto .

A descrição aqui apresentada deve ser compreendida como exemplificativa e não limitativa do âmbito da presente invenção, o qual está definido nas reivindicações independentes anexas, servindo as reivindicações dependentes para explicitar formas de realização particulares da invenção.

A presente invenção encontra aplicação na indústria corticeira, nomeadamente na seleção de pranchas de cortiça, de acordo com a sua espessura.