Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
BRICKLAYING TEMPLATES AND A BUILDING PROCESS
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2019/148262
Kind Code:
A1
Abstract:
The present invention patent relates to bricklaying templates and a building process, said invention patent pertaining to the technical sector of civil construction equipment and relating to bricklaying templates (1) designed to temporarily hold dry bricks (still without mortar) and maintain same properly organized within vertical moulds, such as (battery type) moulds for precast concrete walls, moulds for prefabricated concrete modules, or even moulds for cast-in-place concrete walls, inter alia, until the concrete (or similar) is inserted and cured, at which point the bricklaying templates (1) are removed, the use of said bricklaying templates (1) also having resulted in a novel building process.

Inventors:
HERIBERTO DA COSTA, Sérgio (AV FLOR DE SEDA 42, -580 BELO HORIZONTE, 30690-580, BR)
Application Number:
BR2019/050019
Publication Date:
August 08, 2019
Filing Date:
January 18, 2019
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
HERIBERTO DA COSTA, Sérgio (AV FLOR DE SEDA 42, -580 BELO HORIZONTE, 30690-580, BR)
International Classes:
B28B7/00; B28B7/16; B28B17/00; E04G9/00
Domestic Patent References:
WO2018187801A12018-10-11
Foreign References:
US2427044A1947-09-09
BE1005923A31994-03-15
BRPI1106446A22013-10-22
Attorney, Agent or Firm:
VAZ E DIAS ADVOGADOS & ASSOCIADOS (Rua da Assembléia 10, cj. 1503/1504 – Centro, -000 Rio de janeiro, 20011-000, BR)
Download PDF:
Claims:
RE IVINDICAÇÕES

1- GABARITOS DE ENTI JOLAMENTO, de acordo com dispositivos para assentamento de tijolos em obras de alvenaria, caracterizados por manterem tijolos devidamente organizados dentro de fôrmas verticais para paredes até a cura do concreto ou similar, sendo estes gabaritos de entij olamento (1) retirados após esta cura.

2- GABARITOS DE ENTI JOLAMENTO, de acordo com a reivindicação 1, caracterizados por seu formato acompanhar o formato interior dos furos dos tijolos, de forma a preencher estes completamente, evitando a entrada de concreto em seu interior .

3- GABARITOS DE ENTI JOLAMENTO, de acordo com as reivindicações 1 e 2, caracterizados por possuir dispositivo de descida carreira a carreira (2) .

4- GABARITOS DE ENTI JOLAMENTO, de acordo com as reivindicações 1, 2 e 3, caracterizados por variantes construtivas que cumpram a mesma função, como cabos esticados em vez de barras, entre outras.

5- GABARITOS DE ENTI JOLAMENTO, de acordo com as reivindicações 1, 2 3 e 4, caracterizados por adequações para diferentes tipos de tijolos, blocos e fôrmas, como fôrmas para construções modulares monolíticas, fôrmas para moldagem in loco, fôrmas do tipo bateria para painéis, entre outras .

6- GABARITOS DE ENTI JOLAMENTO, de acordo com a reivindicação 5, caracterizado pelo fato de as fôrmas possuírem gabaritos de entij olamento (1) .

7- PROCESSO CONSTRUTIVO caracterizado por utilizar fôrma para construções modulares monolíticas ou fôrmas do tipo bateria para painéis dotadas de gabaritos de entij olamento, conforme definido nas reivindicações 1 a 6, se dando o mesmo de acordo com as seguintes etapas:

1- Inserir tijolos nos gabaritos de entij olamento (1) com a fôrma aberta;

2- Acionar, ao fim do entij olamento de cada carreira, o dispositivo de descida carreira a carreira (2), fazendo descer esta carreira para que uma nova seja iniciada;

3- Inserir, alternadamente, também os demais componentes, como ferragens, elétrica/hidráulica e gabaritos de portas e janelas;

4- Fechar a fôrma após serem entijoladas todas as carreiras ;

5- Inserir concreto ou similar, aguardar curar;

6- Abrir a fôrma após a cura;

7- Executar o içamento do módulo ou painel construído, utilizando-se um pórtico ou similar.

PROCESSO CONSTRUTIVO, de acordo com a reivindicação 7, caracterizado pelo içamento da fôrma, em vez do módulo ou painel construído.

9 - PROCESSO CONSTRUTIVO, caracterizado por utilizar fôrmas para moldagem in loco, de acordo com as seguintes etapas:

1- Montar uma face da fôrma;

2- Posicionar, com auxílio de um alinhador, uma carreira vertical de tijolos por vez rente a esta face da fôrma;

3- Inserir os gabaritos de entij olamento (1) de cima para baixo nos furos desta carreira de tijolos;

4- Fechar a outra face da fôrma;

5- Inserir o concreto ou similar;

6- Retirar o gabaritos de entij olamento (1) por cima;

7- Retirar a fôrma;

8- Vedar os furos deixados pelos gabaritos de entij olamento (1) .

10 - PROCESSO CONSTRUTIVO, de acordo com a reivindicação 9, caracterizado pelo fato de os tijolos e gabaritos de entij olamento (1) estarem na horizontal, com os gabaritos de entij olamento (1) sendo retirados pela lateral da edificação .

REIVINDICAÇÕES MODIFICADAS

Recebidas pela Secretaria Internacional no dia 17 de junho de 2019 (17.06.2019)

1- PROCESSO CONSTRUTIVO caracterizado por utilizar fôrma para construções modulares monolíticas ou fôrmas do tipo bateria para painéis dotadas de gabaritos de entij olamento (1), se dando o mesmo de acordo com as seguintes etapas:

1- Com a fôrma aberta, insere-se tijolos nos gabaritos de entij olamento (1);

2- Ao fim do entij olamento de cada carreia, aciona-se o dispositivo de descida carreira a carreira (2), fazendo descer esta carreira para que uma nova seja iniciada;

3- Alternadamente são inseridos também os demais componentes, como ferragens, elétrica/hidráulica e gabaritos de portas e janelas;

4- Ao serem entijoladas todas as carreiras, fecha-se a fôrma;

5- Insere-se concreto ou similar;

6- Após a cura, abre-se a fôrma;

7- Executa-se o içamento do módulo ou painel construído, utilizando-se um pórtico ou similar.

2 - PROCESSO CONSTRUTIVO, caracterizado por utilizar fôrmas para moldagem in loco, de acordo com as seguintes etapas:

1- Monta-se uma face da fôrma;

2- Utilizando-se um alinhador, posiciona-se uma carreira vertical de tijolos por vez rente a esta face da fôrma;

3- Insere-se os gabaritos de entij olamento (1) de cima para baixo nos furos desta carreira de tijolos;

4- Fecha-se a outra face da fôrma;

5- Insere-se o concreto ou similar;

FOLHA MODIFICADA (ARTIGO 19) 6- Retira-se o gabarito de entij olamento (1) por cima;

7- Retira-se a fôrma.

3 - PROCESSO CONSTRUTIVO, de acordo com a reivindicação 2, caracterizado pelo fato de os tijolos e gabaritos de entij olamento (1) estarem na horizontal, com os gabaritos de entij olamento (1) sendo retirados pela lateral da edificação .

FOLHA MODIFICADA (ARTIGO 19)

Description:
GABARITOS DE ENT I JOLAMENTO E PROCESSO CONSTRUTIVO

[001] A presente patente de invenção pertence ao setor técnico de equipamentos para a construção civil, possibilitando a industrialização de obras de alvenaria em tijolos .

[002] Os produtos referentes ao estado da técnica se referem a gabaritos para assentamento de tijolos mesclados com argamassa e, portanto, totalmente diferentes do gabarito aqui proposto, sendo as principais diferenças o fato deste gabarito ser projetado para segurar provisoriamente tijolos secos (ainda sem argamassa) e mantê-los devidamente organizados dentro de fôrmas verticais para paredes pré- moldadas de concreto (do tipo bateria) , fôrmas para módulos pré-fabricados, ou mesmo fôrmas para paredes de concreto moldadas ín loco, até que seja inserido o concreto (ou similar) e ocorra a cura deste, quando o gabarito é então retirado. Em um pedido de patente anterior deste mesmo requerente (já deferido em alguns países e aguardando avaliação em outros), cujo número no Brasil é BR 13 2012 025777 6, foi solicitado proteção para JUNTAS PRÉ MOLDADAS DE ENTIJOLAMENTO, mas estas são pré-moldadas em concreto e ficam em definitivo na obra. Em avaliações posteriores, chegou-se ao gabarito aqui proposto, que em vez de pré- moldado, é um equipamento e ainda mais: um equipamento reutilizável, muito rnais eficiente que a solicitação anterior, principalmente quando inseridos em fôrmas para módulos pré-moldados de concreto. Este equipamento, originou também um novo processo construtivo, não previsto no pedido anterior. Entre as variáveis possíveis, destaca ~ se o fato destes gabaritos terem o formato do interior dos tijolos, ou seja, serem projetados para preencher totalmente os furos dos tijolos, sendo assim, no caso do tradicional tijolo furado, o gabarito, pode ter o formato de barras, de forma que quando os tijolos são inseridos neste gabarito, não sobra nenhum espaço vago no interior dos tijolos, e, ainda que algum tijolo se quebre, não entrará concreto em seu interior devido o gabarito de enti jolamento, evitando assim um maior consumo deste material e consequentemente reduzindo os custos .

[003] O equipamento aqui descrito representa uma grande evolução no processo construtivo de alvenaria em tijolos, pois praticamente automatiza o processo, ao mesmo tempo que permite a inserção de tijolos dentro dos pré-moldados e pré- fabricados de concreto, com todas as vantagens que isso proporciona, como redução de custos e melhor qualidade termo acústica. A produção é muito otimizada, tendo-se em vista que o gabarito de enti jolamento (1), pode ser dotado de dispositivo de descida carreira a carreira (2), já que este gabarito em geral possui aproximadamente a altura da parede e não seria viável inserir um tijolo no topo do gabarito e soltá-lo em queda livre até a base. Para evitar este problema, foi criado o dispositivo de descida carreira a carreira (2), de forma que quando uma carreira é preenchida, este dispositivo é acionado, abaixando a carreira de tijolos e liberando espaço para colocação de rnais uma carreira. Desta forma, esta etapa de enti jolamento se torna muito prática, pois os tijolos podem ser colocados em pallets próximo ao operador, ou seja, no alto de uma passarela, estando toda a operação ao alcance de suas mãos, ou seja, cabe ao operador apenas pegar os tijolos e inseri-los nos gabaritos, sem a necessidade de subir ou descer escadas, já que o operador estará sempre no mesmo nível. Este gabarito de enti jolamento (1) e o dispositivo de descida carreira a carreira (2) abrirão espaço para uma automatização cada vez maior do processo .

[004] A solicitação poderá ser melhor compreendida através da seguinte descrição detalhada, em consonância com os desenhos em anexo onde:

[005] - A figura 1 mostra um exemplo de gabarito de enti jolamento (1) .

[006] As figuras 2 e 3 demonstram o dispositivo de descida carreira a carreira (2) . [007] - As figuras 4 e 5 demonstrara a inserção do tijolo no gabarito de enti jolamento (1) .

[008] - A figura 6 demonstra a descida do dispositivo de descida carreira a carreira (2) e consequentemente do tijolo.

[009] - A figura 7 demonstra um exemplo de fôrma para construções modulares monolíticas (módulos pré-fabricados de concreto), dotada de gabaritos de enti jolamento (1) .

[0010] - As figuras 8 e 9 representam o movimento de descida do dispositivo de descida carreira a carreira (2) dentro da fôrma, movimento este, em que a carreira recém entijolada desce para liberar espaço no topo para outra carreira ser iniciada.

[0011] - As figuras 10 e 11 representam a etapa do processo onde é inserido o concreto já com a fôrma fechada.

[0012] --- A figura 12 representa a etapa do processo em que o módulo já finalizado, é içado, sendo que este içamento pode ser por um pórtico ou similar.

[0013] O processo construtivo caracterizado por utilizar fôrma para construções modulares monolíticas ou fôrmas do tipo bateria para painéis dotadas de gabaritos de enti jolamento (1), se dá de acordo com as seguintes etapas:

1) Inserir tijolos nos gabaritos de enti jolamento (1), com a fôrma ainda aberta;

2) Acionar, ao fim de cada carreira o dispositivo de descida carreira a carreira (2), fazendo descer esta carreira para que uma nova seja iniciada;

3) Inserir também, alternadamente, os demais componentes, como ferragens, elétrica/hidráulica e gabaritos de portas e janelas;

4) Fechar a fôrma após serem completadas todas as carreiras ;

5) Inserir concreto ou similar, aguardar curar;

6) Abrir a fôrma após a cura;

7) Executar o içamento do módulo ou painel construído, utilizando-se um pórtico ou similar.

[0014] Uma variação deste processo construtivo, diz respeito ao içamento da fôrma em vez do módulo ou painel construído, além disso, os gabaritos de enti jolamento (1), também podem ser utilizados no sistema de fôrmas para moldagem in loco, se dando o processo neste caso, de acordo com as seguintes etapas:

a. Montar uma face da fôrma;

b. Posicionar, com auxílio de um alinhador, uma carreira de tijolos verticalmente por vez rente a esta face da fôrma;

c. Inserir o gabaritos de enti jolamento (1) de cima para baixo nos furos desta carreira de tijolos;

d . Fechar a outra face da fôrma; e. Inserir o concreto ou similar;

f. Retirar o gabaritos de enti jolamento (1) por cima; g. Retirar a fôrma;

h. Vedar os furos deixados pelos gabaritos de enti jolamento (1) .

[0015] A retirada dos gabaritos de enti jolamento (1) por cima, tende a ser mais prática, mas é possível também se utilizar gabaritos de enti jolamento (1) na horizontal, com a retirada destes pelas laterais da edificação, sendo necessário neste caso, vedar posteriormente os furos deixados nos cantos da edificação pelos gabaritos de enti jolamento (1) .

[0016] Compreender-se á, que várias modificações podem ser feitas sem que se saia do âmbito da invenção, entre elas, algumas variantes construtivas que cumpram a mesma função, (como cabos esticados em vez de barras, por exemplo) , além disso, os gabaritos de enti jolamento (1), podem ser adaptados para se adequar aos vários tipos de tijolos, blocos e fôrmas disponíveis, bem como fôrmas para construções modulares monolíticas , fôrmas para moldagem in loco, fôrmas do tipo bateria para painéis, entre outras. Somando-se a isso, solicita-se também proteção não apenas para os gabaritos de entijolamento (1), mas também se entende que deve haver, em caso de aprovação da patente exclusividade para o fornecimento das referidas fôrmas, quando dotadas de GABARITOS DE ENTIJOLAMENTO (1) . Solicita-se, portanto, proteção também para este produto.

[0017] Solicita-se que uma vez atendendo aos requisitos de patenteabilidade seja dada proteção a este pedido por este órgão destinado a defender os interesses de quem cria.