Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
ELECTRONIC WARNING DEVICE FOR VEHICLES
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2019/000058
Kind Code:
A1
Abstract:
This is a product pertaining to the field of motor vehicles. The present subject matter relates to a warning device for vehicles in general, which advises the user of the correct time to replace a catalytic converter prior to expiry of the latter's functioning period. Said device assists in the monitoring of vehicles in order to maintain a tolerable level of pollutant emissions from internal combustion engines, maintaining optimum functioning of the catalytic converter. Said device has an electronic warning system that drivers and the competent authorities will be able to use in order to identify irregularities, being aware of the precise time when the equipment needs replacing.

Inventors:
DE LIMA, William Luiz (Rua Doutor Homem De Melo, 1109Perdize, -002 São Paulo SP, CEP-05007, BR)
COSTA JANES, Crysthian Fernando (Rua Doutor Homem De Melo, 1109Perdize, -002 São Paulo SP, CEP-05007, BR)
DE LIMA, Oguimar Luiz (Rua Doutor Homem De Melo, 1109Perdize, -002 São Paulo SP, CEP-05007, BR)
Application Number:
BR2017/000112
Publication Date:
January 03, 2019
Filing Date:
September 21, 2017
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
DE LIMA, William Luiz (Rua Doutor Homem De Melo, 1109Perdize, -002 São Paulo SP, CEP-05007, BR)
COSTA JANES, Crysthian Fernando (Rua Doutor Homem De Melo, 1109Perdize, -002 São Paulo SP, CEP-05007, BR)
DE LIMA, Oguimar Luiz (Rua Doutor Homem De Melo, 1109Perdize, -002 São Paulo SP, CEP-05007, BR)
International Classes:
G01D1/18; F01N3/20; F01N11/00; G01C22/00; G04F10/00; G08B5/36
Foreign References:
US5018348A1991-05-28
US7421837B22008-09-09
US4933852A1990-06-12
Download PDF:
Claims:
R E I V I N D I C A Ç Õ E S

1a) "DISPOSITIVO ELETRÔNICO DE ALERTA PARA VEÍCULOS" é constituído por um dispositivo de alerta para veículos em geral (1), que informa ao usuário o momento correto para troca dos catalizadores, antes que o seu prazo de funcionamento seja expirado (2), evitando transtornos e emissão de gases poluentes indevidos, caracterizado por possuir uma central eletrônica controladora (3), com software (4) e programação específica (5) que recebe as informações dos sensores (10) que são Instalados na saída do catalizador (C), contabilizando o tempo que o catalizador foi instalado no carro, o tempo contado a partir da primeira ignição do motor e a quilometragem que o veículo percorreu (6), registrando as informações na central por meio de um scanner (7); possuindo ainda alertas visuais (8) através de lâmpadas LED e similares (9) instaladas no painel do veículo (P) que são acessas e mudam de cores gradualmente para informar que o momento da troca chegou ou está próximo.

Description:
"DISPOSITIVO ELETRÔNICO DE ALERTA PARA VEÍCULOS"

1. Refere-se o presente objeto a um dispositivo de alerta para veículos em geral, que informa ao usuário o momento correto para troca dos catalizadores, antes que o seu prazo de funcionamento seja expirado.

2. Destina-se o presente dispositivo a auxiliar no monitoramento dos veículos, para que seja mantido um nível tolerável de emissões de poluentes provenientes de motores a combustão interna, mantendo o ápice de funcionamento do catalizador. Possuindo sistema eletrônico de alerta, que condutores e órgãos competentes poderão utilizar para identificar irregularidades, sabendo o momento exato em que o equipamento deve ser trocado.

3. A partir de uma central eletrônica controladora, o dispositivo contabiliza o tempo que a peça foi instalada no carro, o tempo que será contado a partir da primeira ignição do motor e a quilometragem que o veículo percorreu / irá percorrer, registrando as informações na central por meio de um scanner. Ao identificar que o prazo de validade ou a quilometragem máxima está próxima, o dispositivo emite alertas visuais no painel do veículo, através de lâmpadas em LED que são acessas, para informar que o momento da troca está próximo.

4. As informações são graduais, ao chegar no primeiro nível uma luz de alerta verde se ascende, em seguida a luz amarela e no momento em que o usuário não puder mais rodar com o veículo a luz vermelha, ficando indicada no painel do veículo até que o usuário efetue a troca. 5. O dispositivo é pré-programado todas as vezes que o catalizador for trocado, reiniciando a contagem para fazer a contabilização de tempo e quilometragem.

6. O controle é feito por um sensor que é instalado após o catalizador, contabilizando a quantidade de carbono expelido pelo veiculo. O sensor mede a quantidade de gás carbónico emitido, para que posteriormente possa ser conferido e verificado, atestando (ou não) a regularidade e funcionamento/atuação do catalisador.

7. Após a instalação do sensor e dispositivo, há um lacre na central eletrônica do carro para fins de fiscalização, gerando multa no seu rompimento, com fácil acesso dentro do cofre do motor para fins de visualização do agente em fiscalizações de transito.

8. As programações são feitas de acordo com o veículo a ser instalado, podendo variar de acordo com cada modelo, portanto a reprogramação na central eletrônica para que o nível de carbono seja controlado pode ser feita no momento da instalação ou substituição. As luzes de alerta também podem ser instaladas no melhor local do painel de acordo com o tipo do veículo, num local de fácil acesso e visualização.

Inconvenientes enfrentados atualmente:

• Já havendo a existência de um alerta que é falho e facilmente burlado, o funcionamento dele se baseia na sonda lambda acionando a luz da injeção eletrônica no painel do carro induzindo usuários ao erro fazendo assim a levarem os carros aos centros mecânicos e seus técnicos fazendo a adaptação de retirar o catalizador. Essa medida não altera o comportamento do carro, mas aumentam drasticamente as emoções de poluentes.

• Os poluentes prejudicam apenas ao meio ambiente, principalmente a camada de ozônio.

Estado da técnica:

9. Visando propor uma solução inédita e eficiente, foram realizadas pesquisas de anterioridades no Banco de Dados do INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial e foram encontrados os seguintes processos:

10. PI0001659-4, depositado em 20/04/2000, sob o título de "Catalizador de alto desempenho". A invenção refere-se a um catalisador de alto desempenho contendo uma camada interna e uma camada externa sobre um corpo de veículo inerte compreendendo metais nobres oriundos do grupo de platina depositado sobre os materiais de suporte. Catalisador é caracterizado pelo fato de que a camada interna compreende platina depositada sobre um primeiro suporte e sobre um primeiro componente de armazenagem de oxigénio e a camada externa compreende platina e ródio depositados sobre um segundo suporte apenas e a segunda camada ulteriormente compreende um segundo componente de armazenagem de oxigénio.

11. MU7402235-0, depositado em 25/11/1994, sob o título de "Método para fabricação de componentes automotivos, em pequena escala", constituído por confecção de molde fêmea (externo), em fibra de vidro ou fibra de carbono ou fibra de vidro com fibra de carbono, com reforços, que, após enrijecida, recebe a aplicação, internamente, de gei desmoldante líquido pva, sendo, ato contínuo, aplicando-se e laminando-se fibra de vidro, fibra de carbono ou fibra de vidro com fibra de carbono com a devida resina, catalizada Θ pigmentada na cor desejada, sendo engastados os suportes para sua fixação ao veículo, com a secagem na temperatura ambiente, desmoldando-se a peça, que sofre lixamento, acabamento da superfície e pintura, se necessários, cujo desenvolvimento visa produzir peças automotivas específicas, com qualidade, resistência e baixo custo, para reposição de determinadas peças caras ou difíceis de serem encontradas no mercado de peças de reposição.

12. MU7500659-6, depositado em 12/04/1995, sob o título de "Filtro de purificação de ar para o interior dos veículos automotores", filtro que tem como objetivo principal purificar o ar que é recolhido da atmosfera exterior (2) ao veículo e introduzido para o interior do mesmo como ventilação (3), retirando do ar partículas e substâncias poluentes à saúde como co2 (gás carbónico), enxofre proveniente de escapamentos e de catalizadores de combustível, gases nocivos à saúde, partículas de poeira, sejam de terra, foligem, poluentes industrias lançados no ar ou outras, obtendo-se uma melhoria substancial na qualidade do ar que entra no interior dos veículos com as janelas fechadas, principalmente em lugares de grande concentração de poluentes como as grandes cidades, onde existe alto grau de poluição.

13. PI8706037-0, depositada em 26/02/1987, sob o título de "Processo para produção de um catalizador bem como catalizador para eliminação de componentes prejudiciais ao meio ambiente, contido nos gases de escape de motores de combustão". A invenção abrange um processo para a produção de um catalisador bem como abrange um catalisador para a eliminação de componentes prejudiciais ao meio ambiente, contidos nos gases de engate de motores de combustão, especialmente motores otto, mediante utilização de veículos que possuem composições de metal analiticamente atuante. Para criar o processo antes mencionado que pode ser concretizado não apenas de forma simples e a custo vantajoso, nas que também provê um catalisador que elimina amplamente os componentes prejudiciais ao meio ambiente dos gases de escape, possa ser operado com gasolina chumbada e apresenta durabilidade elevada é proposto, de acordo com a invenção que aproximadamente 22 - 26% em peso de óxido de cobalto, aproximadamente 8 - 15% em peso de óxido de manganês, aproximadamente 4-6% em peso de óxido de cobre, aproximadamente 25 - 35% em peso de argila, aproximadamente 27 - 35% em peso de talco (vapor), todos os componentes em forma pulvérea, sejam pré-misturados em conjunto a seco para depois serem homogeneizados e regulados para a fissura final desejada e a seguir a mistura seja plastificada em um misturador e granulada através de uma peneira e posteriormente verificar-se a prensagem para a forma desejada e as peças brutas prensadas serem secas a aproximadamente 50 - 150 graus centígrados para depois serem calcinadas a uma temperatura de aproximadamente 850 -900 graus centígrados.

14. Conforme os resumos acima, os processos mencionados não possuem similaridade com o objeto da presente patente, motivo pelo qual consideramos que não há impedimentos de ordem técnica nem legal para a obtenção do privilégio solicitado.

Solução:

15. Portanto, pensando em oferecer um uma solução prática e eficiente, que visa aprimorar a experiência do usuário, alertando quanto à necessidade e momento correto da troca ou manutenção do catalizador! veicular, reduzindo a quantidade de veículos com catalizadores irregulares para melhorar e poluir menos o meio ambiente, foi desenvolvido o dispositivo em questão. Apresentando diversos benefícios, que podem ser destacados em: · Baixo custo; · Permite maior esclarecimento quanto a problemas já existentes e que são acusados de formas não legíveis por meio do painel do veículo, com fácil acesso e visualização; · O dispositivo controle e informa, através de alertas, desde o momento que o equipamento está pra vencer, até o momento da troca do catalizador que estiver com mais de cinco anos ou oitenta mil quilómetros rodados, desta forma o usuário consegue se programar para parar de rodar com o veículo no momento exato, para fazer a substituição; · Com a troca regular dentro de seu prazo de validade, danos maiores são evitados, pois vai reduzir significativamente as emissões de poluentes; · Além disso, a troca no momento correto evita poluição do ar com gases poluentes inadequados; · O dispositivo vai facilitar a identificação de veículos que não tiverem adequados, facilitando inclusive o sistema de multas e punições para aqueles que não estiverem dentro das regularizações; • Fácil aplicação e utilização;

• Pode ser estilizado;

• Amplo apelo comercial;

• Pode ser desenvolvido em diversos tamanhos e materiais;

• Excelente relação custo-benefício;

• Elevado potencial de comercialização;

• Exequibilidade industrial;

• Inovações merecedoras deste privilégio de patente.

16. Para uma perfeita visualização e compreensão do "DISPOSITIVO ELETRÔNICO DE ALERTA PARA VEÍCULOS", em questão, seguem os desenhos ilustrativos, onde:

17. A fig. 1 - Apresenta vista em perspectiva do dispositivo em questão;

18. A fig. 2 - Apresenta vista em perspectiva do dispositivo em questão, instalado no veículo;

19. As figs. 3,4 e 5 - Apresentam vistas ilustrativas dos alertas visuais instalados no painel do veículo, mudando de cor para informar sobre a necessidade da troca dos catai izadores.

20. De acordo com a ilustração e em seus pormenores, a "DISPOSITIVO ELETRÔNICO DE ALERTA PARA VEÍCULOS", é constituído por um dispositivo de alerta para veículos em geral (1), que informa ao usuário o momento correto para troca dos catalizadores, antes que o seu prazo de funcionamento seja expirado (2), evitando transtornos e emissão de gases poluentes indevidos, caracterizado por possuir uma central eletrônica controladora (3), com software (4) e programação específica (5) que recebe as informações dos sensores (10) que são instalados na saída do catalizador (C), contabilizando o tempo que o catalizador foi instalado no carro, o tempo contado a partir da primeira ignição do motor e a quilometragem que o veículo percorreu (6), registrando as informações na central por meio de um scanner (7); possuindo ainda alertas visuais (8) através de lâmpadas LED e similares (9) instaladas no painel do veículo (P) que são acessas gradualmente para informar que o momento da troca chegou ou está próximo.

21. Pelas vantagens que oferece e por revestir-se de características verdadeiramente inovadoras, o "DISPOSITIVO ELETRÔNICO DE ALERTA PARA VEÍCULOS", reúne as condições necessárias para merecer a Patente de Modelo de Utilidade.