Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
FEED FOR COWS, SHEEP, HORSES AND GOATS, COMPOSED OF SIGNALGRASS, TRUE GRASSES OR OTHER TYPES OF FILLERS, IN COMBINATION WITH GRAINS, ESSENTIAL OILS, NUTRIENTS AND MINERAL SALTS, AND PROCESS FOR MANUFACTURING SAME
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2015/196267
Kind Code:
A1
Abstract:
The present application relates to feed for cows, sheep, horses and goats, and to the process for manufacturing same. The extruded feed, optionally in the form of pellets, is composed of signalgrass, true grasses, sugar cane, straw, corn cobs or other types of fillers (A); optionally combined ground grains (B), and mineral salts, nutrients and essential oils (C). The process consists of unbaling, chopping, sieving, storing, drying, grinding, storing fines, stabilizing, expanding fibres, dosing, adding and combining ingredients, mixing and homogenizing all the ingredients, heating, storing and stabilizing the mixture, adding and dosing micro-ingredients, extruding, sieving, cooling, packaging and storing.

Inventors:
WINCK, Luciano (Rua Caetano Jose Ferreira, 612 Apto 102Kobrasol, -280 Sao Jose - SC, 88102, BR)
Application Number:
BR2014/050018
Publication Date:
December 30, 2015
Filing Date:
November 21, 2014
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
WINCK, Luciano (Rua Caetano Jose Ferreira, 612 Apto 102Kobrasol, -280 Sao Jose - SC, 88102, BR)
International Classes:
A23K3/02; A23K1/14; A23K1/175
Foreign References:
BRPI0601922A2008-01-08
US3642489A1972-02-15
BRPI0721146A22014-09-16
GB2406516A2005-04-06
GB711349A1954-06-30
US5587193A1996-12-24
GB2296851A1996-07-17
Other References:
YAMAMOTO, S. M.; ET AL.: "Fontes de Oleo Vegetal na Dieta de Cordeiros em Confinamento", REVISTA BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, vol. 34, no. 2, 2005, pages 703 - 710, XP055247214
AMARAL, C. M. C. DO; ET AL.: "Características de carcaça e qualidade de carne de cabritos Saanen alimentados com ração completa farelada, peletizada e extrusada.", CIÊNCIA RURAL, vol. 37, no. 2, March 2007 (2007-03-01), XP055247215
Download PDF:
Claims:
REIVINDICAÇÕES

"PROCESSO DE PRODUÇÃO DE RAÇÃO TOTAL COMPOSTA POR BRAQUIARIA, GRAMÍNEAS OU OUTROS TIPOS DE BIOMASSAS, COMBINADA COM DIFERENTES GRÃOS, ÓLEOS ESSENCIAIS, OUTROS NUTRIENTES E SAIS MINERAIS PARA ANIMAIS BOVINOS, OVINOS, EQUINOS E CAPRINOS".

A presente invenção de processo é caracterizada por associação industrial de dois processos produtivos distintos, numa união e combinação de inédita de duas indústrias que operam individualmente: de um iado a (FB) fábrica de biomassas diversas e de outro lado a (FR) fábrica de rações, derivando na terceira, na (FRT) fábrica de ração total biosustentável, de combinação de processos físico-químico- mecânico, de volumosos e fibras, grãos e nutrientes, compostos por estes três grandes grupos de produtos classificados como (A), (B) e (C) respectivamente, processados em cada tipo fábrica. Na fábrica de biomassas(FB): biomassas tipo (A), a partir das fibras de braquiária, outras gramíneas, cana-de-açúcar, palha ou sabugo de milho, sorgo, algodão, trigo ou outras biomassas, sendo produtos, coprodutos ou rejeitos de processo na função de volumoso; na fábrica de rações (FR): grãos tipo (B), diversos e/ou diferentes tipos moídos combinados ou não, e diversos aditivos tipo (C) como sais minerais, nutrientes nas mais diversas proporções e combinações, óleos essenciais, em estado sólido ou líquido. Reunidos num único produto, numa única pelota (ou pellet), formando assim uma ração única completa para confinamentos ou não, para animais classificados como bovinos (ruminantes), equinos e caprinos. O processo atual consiste como segue: (FB) indústria de Biomassas que processa (A): desenfardar, picar, peneirar, armazenar, secar, moer e triturar, armazenar finos, extrudar, resfriar, embalar e estocar; (FR) indústria de Rações que processa (B+C): armazenar, moer, expandir fibras, adicionar, combinar e misturar, dosar, aquecer, armazenar e estabilizar, extrudar, resfriar, embalar e estocar;

1 - Fica caracterizado o novo processo na combinação das duas indústrias independentes anteriores, de (FB) e (FR), tem-se caracterizado nestes processos produtivos físico-químico-mecânico, numa única sequencia produtiva da fábrica- de ração total (FRT) processando simultaneamente todos os produtos (A) + (B) + (C) como segue: desenfardar(FB), picar(FB), peneirar(FB), armazenar(FB.FR), secar(FB), moer e triturar(FB,FR), armazenar fínos(FB), estabilizar(FR), expandir fibras(FR), dosar(FR), adicionar e combinar(FR), misturar e homogeneizar(FB+FR=FRT), armazenar e estabilizar toda a mistura total (FR), dosar e adicionar micro ingredientes(FR, FRT),

SUBSTITUTE SHEETS (RULE 26) adicionar vapor(FR), extrusar(FB.FR), peneirar (FRT), resfriar(FB,FR), embalar e/ou estocar(FB,FR).

2 - Por decorrência deste novo processo produtivo integrado e combinado de número 1 , fica a partir deste caracterizada ração total como um produto inovador contendo: diversas biomassas na qualidade de volumosos em fibras e silagens (A), diversos grãos individuais ou combinados (B) e outros nutrientes, micro ingredientes pró-nutricionais, coadjuvantes de elaboração e profiláticos, para assim obter a melhor combinação de carboidratos, lipídeos, proteínas, ácidos nucleicos, ácidos orgânicos, óleos essenciais, vitaminas e minerais (C). Cada produto obedecerá a formulações específicas em combinações variáveis entre si. Poderá ser não prensada e solta, ou então em pellet como veículo que possibilita a unificação desta ração total, derivada deste novo processo combinado e contínuo, uniforme e equilibrado em seus componentes (A) + (B) + (C), por conter todos os produtos necessários a uma ração total, ensacada ou a granel, composta de maneira geral por: forragem seca, forragem verde e rejeitos agrícolas de ambos como palhadas que antes ficavam no campo, mesmo as silagens diversas, concentrado energético, concentrado proteico, aditivos, podendo ser classificado em produtos, coprodutos, subprodutos ou rejeitos de processos em condições de uso tanto agrícolas como industriais.

SUBSTITUTE SHEETS (RULE 26)

Description:
Ração para bovinos, ovinos, equinos e caprinos, composta por braquiaria, gramíneas ou outros tipos de volumosos, combinados com grãos, óleos essenciais, nutrientes e sais minerais, e seu processo de fabricação.

Caracteriza-se a presente invenção por um processo industrial de produção com a união e combinação de dois processos produtivos distintos, de duas indústrias. Atualmente, o processo se da por um lado a (FB) fábrica de biomassas produzindo os volumosos diversos do tipo (A) e seu processo atual consiste em: desenfardar, picar, peneirar, armazenar, secar, moer e triturar, armazenar finos, extrudar, resfriar, embalar e estocar; e de outro lado com uma (FR) fábrica de rações com grãos (B) e outros nutrientes (C) com seu processo que consiste em: armazenar, moer, expandir fibras, adicionar, combinar e misturar, dosar, aquecer, armazenar e estabilizar, extrudar, resfriar, embalar e estocar; a junção destes dois processos físico- químico-mecânico anteriores, resultou na terceira fábrica a (FRT) fábrica de ração total, com o processo: desenfardar(FB), picar(FB), peneirar(FB), armazenar(FB,FR), secar(FB), moer(FB,FR), armazenar finos(FB), estabilizar(FR), expandir fibras(FR), dosar(FR), adicionar e combinar(FR), misturar e homogeneizar todas as partes(FB+FR=FRT), aquecer(FR), armazenar e estabilizar a mistura total (FB+FR=FRT), dosar e adicionar micro ingredientes(FRT), extrudar(FB,FR), peneirar (FRT), resfriar(FB,FR), embalar e estocar(FB.FR); quanto ao produto caracterizado pela utilização e processamento de todas as partes necessárias à ração total, em (A) fibras de braquiária, gramíneas, cana-de-açúcar, palha ou sabugo de milho ou outras biomassas na função de volumoso, pertencentes a fábrica de biomassas, (B) diversos tipos de grãos moídos, combinados ou não, classificados como produtos ou coprodutos derivados da cultura de grãos na agricultura ou de processos indústrias e (C) aditivado com sais minerais, nutrientes nas mais diversas proporções e combinações, óleos essenciais, em estados sólido ou líquido também 2da fábrica de ração, resultando neste novo processo produtivo, um produto granulado completo e único em forma de pelota (pellet) ou não, numa única ração total e completa, com diferentes formulações e composições, diâmetros e comprimentos, para confinamentos ou não, para animais classificados como bovinos (ruminantes), ovinos, equinos e caprinos.

Atualmente, as rações são compreendidas por três grupos distintos e separadas: diversos tipos de grãos inteiros ou não, os nutrientes e sais minerais chamados de mix e pré-mix e os volumosos normalmente servidos "in natura" picados, ou então destes sendo feitas as ensilagens. As ensilagens desta terceira parte, demandam muitos custos em processos como plantar, adubar a terra, colher, secar, transportar, preparar o local e utilizar produtos químicos com o fim de preparar e estabilizar a ensilagem. Tanto a ensilagem ou volumosos "in natura", como grãos e outros nutrientes são preparados e servidos sempre em separado, embora possam ser comidos simultaneamente. Estes processos requerem trabalho repetitivo para os encaminhamentos administrativos empresariais, em comprar, gerenciar, controlar as sazonalidades e custos dos produtos, e por outro lado no operacional de criar os animais, com atividades em preparar, armazenar, dosar e servir todos os componentes de maneira correta e necessária. Demandam-se muitos custos e investimentos no processo produtivo, em logística de instalações, armazenagem e transporte, intensividade de máquinas, equipamentos, tempo e mão de obra, e outros custos indiretos com intempéries e sazonalidades de insumos as rações. Há também dificuldades com relação a higiene, conservação dos produtos e sanidade, desperdícios e perdas no processo.

Já, ao contrario, pelo novo processo produtivo integrado e unificado com o produto final em ração total biosustentável, a presente invenção vem combinar, racionalizar, equilibrar e possibilitar dosar, compondo-se todas as partes em uma ração única e uniforme, balanceada e totalmente controlada, com sua formulação própria, direcionada para cada tipo e característica de animal, época de evolução, estado de saúde, engorda ou fase de vida. Há vários impactos na eficiência gerencial, de custos e desenvolvimento geral do negócio, em logística simplificada, ganhos em higiene, mecanização e automação de todo o processo, possibilitando a eliminação de sazonalidades de abastecimento por custos ou escassez, em particular ao processo produtivo em servir e tratar diretamente aos animais de forma a introduzir tecnologia adequada e sistematiza por controladores digitais gerenciais, fornecendo oportunidade de se obter todos os indicadores em tempo real, facilitando, melhorando e oportunizando melhores resultados, objeto da atividade empresarial. Procede-se a grande racionalização e otimização de todos os insumos produtivos como, equipamentos, instalações, força de trabalho, eficiência e eficácia de resultados em todos os setores na atividade de tratar e criar animais, além de integrar a atividade agrícola e industrial, podendo-se nesta indústria, com este novo processo produtivo combinado e integrado, absorver além de produtos, aquilo que hoje é considerado

SUBSTITUTE SHEETS (RULE 26) rejeito ou coproduto, desenvolvendo-se a nova ração total para bovinos, ovinos, caprinos e equinos.

A origem das matérias-primas compostas por biomassas das mais diversas e diferentes culturas como por exemplo, das colheitas de sementes de braquiária ou outras gramíneas, cana-de-açúcar, palha e sabugo do milho, sorgo, algodão, trigo ou outras que possam fornecer fibras, que obedeçam as normas agrícolas, ambientais e dentro do ciclo da sustentabilidade do meio ambiente, serão aproveitadas, colhidas e secas, adicionadas ao processo das rações com diversos grãos, sais minerais, outros nutrientes e óleos essenciais, proporcionando um novo produto com novo processo produtivo. Há neste novo processo, uniformização com controle, padronização e calibragem, dimensionamento e balanço energético.

O processo produtivo que resultará no granulado da ração total biosustentável a partir das biomassas, grãos e outros nutrientes serão encaminhadas ao processamento industrial como segue: 1) recebimento e armazenamento das biomassas da colheita "in natura", grãos e outros nutrientes; 2) encaminhamento aos respectivos depósitos ou ao processamento se necessário; (3) desenfardadeira; (4) peneiras para retirar impurezas; (5) picadas se necessário; (6) ao secador se necessário, que com aspiração de calor da fornalha via ciclones, os produtos, coprodutos ou rejeitos, chegam ao teor de umidade desejado; (7) seguem por meto de válvulas rotativas, roscas ou esteiras transportadoras, com teor de umidade adequado sendo enviadas individualmente ao moinho de martelos que homogeneizará o tamanho por suas peneiras; (8) direcionadas e armazenadas em áreas fechadas ou em silos individuais; (9) os grãos inteiros se com índice de umidade acima do estabelecido, terão antes que passar por processo dos itens 6 a 8; (10) dos diversos silos de moídos de grãos e fibras, os produtos uniformizados em grânulos e fibras, com suas participações percentuais na composição total do produto realizada por dosadores de volume ou peso, serão remetidos ao misturador; (11) no misturador central, que tem a função de bater e misturar todas as partes em fibras, grãos e outros nutrientes, homogeneizará e permeabilizará os diversos materiais seguindo a outro silo centralizador; (12) o silo centralizador tem como função básica reunir e estabilizar toda a mistura para encaminhamento às peletizadoras; (13) do silo centralizador com a composição já balanceada e estabilizada, poderão, via outros dosadores individuais de sólidos ou líquidos, já nos batedores das peletizadoras, ser adicionados outros aditivos de micro ingredientes pró- nutricionais, coadjuvantes de elaboração e profiláticos, óleos

SUBSTITUTE SHEETS (RULE 26) essenciais, óleos vegetais aquecidos ou não, para assim obter a melhor combinação de carboidratos, lipídeos, proteínas, ácidos nucleicos, ácidos orgânicos, vitaminas e minerais de acordo para cada tipo de produto final; (14) nos batedores superiores das próprias peletizadoras, poderá ainda receber calor e vapor da caldeira para flexibilização e fluidez de suas fibras, facilitando o processo de peletização; (15) na peletizadora, o produto é extrusado (prensado) em matrizes de aço carbono ou inox de furos com diâmetro, taxa de compactação, adensamento e cumprimento, todos dimensionados a cada especificação de matérías-primas e destinação, adequados à cada animal, finalizando a produção, encaminhando-se a seguir, ao resfriador; (16) neste resfriador o pellet é resfriado para que não perca sua forma, baixe a temperatura e normalize sua taxa de umídade para melhor conservação; ( 7) após o resfriador, sua passagem é forçada por peneira vibratória para retirada do pó fino acumulado; (18) se houver, retornará via filtro de mangas, ao silo de mistura central, evitando-se desperdícios; (19) pesados, ensacados e armazenados; (20) encaminhados a silos armazenadores para venda a granel, encerrando o processo.

Caso a ração desejada seja solta e não peletízada, suprime-se o processo da peletização e segue diretamente a embalagem ou aos silos armazenadores.

Assim, com a combinação inédita dos processos indústrias de biomassas e rações, antes dissociadas, resultam agora neste novo processo físico-químico-mecânico em desenfardar, picar, peneirar, armazenar, secar, moer e triturar, adicionar, misturar, dosar, estabilizar, aquecer, extrudar, resfriar e embalar. O pellet constitui-se então no veículo e forma pela qual se possibilita a criação e unificação da ração total em todas as suas partes (A) + (B) + (C), de maneira geral, compostas por: forragem seca, forragem verde e rejeitos agrícolas de ambos como palhadas, mesmo as silagens diversas, concentrado energético, concentrado proteico, aditivos, podendo ser classificado em produtos, coprodutos, subprodutos ou rejeitos de processos em condições de uso tanto agrícolas como industriais, agora produzido num terceiro tipo de indústria derivada das outras duas, com todos os processos integrados e articulados para a produção da primeira ração total biosustentável para bovinos, ovinos, equinos e caprinos.

A partir destas inovações e com a ração total, há a possibilidade da automação integral na atividade de criar os animais, assim como, a implementação e aplicação efetiva de novas tecnologias em gestão administrativa e produtiva a empresa de forma associada em todos seus processos, com introdução de sistemas eletromecânicos em

SUBSTITUTE SHEETS (RULE 26) dispositivos integrados gerenciamento, leitura e ação, quer nos animais, em silos, coxos, balanças ou outros equipamentos.

Caracterizam-se assim, como o invento principal, o novo processo produtivo, e outro derivado deste, compreendendo novos produtos a partir deste processo.

SUBSTITUTE SHEETS (RULE 26)