Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
FLEXIBLE AND ELASTIC ROTARY TRANSMISSION SHAFT
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2014/028989
Kind Code:
A1
Abstract:
The present invention patent application relates to a flexible and elastic rotary transmission shaft for the rotational transmission of force in three dimensions between two points. The main features of the shaft are its flexibility, which allows it to form horizontal, vertical, transverse and swinging angles between the transmission points, and the capacity to stretch, bend and retract to the initial state of rest, while continuing to transmit continuous and intermittent rotation. The shaft is formed by a helical spring (2) that cooperates with a chain (4), the spring and the chain being attached by a locking pin (6 and 6a), and being able to rotate on bearings (9 and 9a) housed in the bearing supports (10 and 10a), forming a compact assembly.

Inventors:
JANICE SILVESTRI (Rua João Pilati, 22Bairro Integração, CEP -14, Passo Fundo Rio Grande do Sul, 99034, BR)
Application Number:
BR2012/000526
Publication Date:
February 27, 2014
Filing Date:
December 18, 2012
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
JANICE SILVESTRI (Rua João Pilati, 22Bairro Integração, CEP -14, Passo Fundo Rio Grande do Sul, 99034, BR)
International Classes:
F16C1/04
Foreign References:
US0369865A
US0501731A
US0835215A
US1314600A
US1747693A
Other References:
See also references of EP 2889495A4
Attorney, Agent or Firm:
SANDRO CONRADO DA SILVA (Avenida Brasil, 205 4° Andar,Ponta Aguda, CEP -00, Blumenau Santa Catarina, 89050, BR)
Download PDF:
Claims:
R E I V I N D I C A Ç Ã O

1) "EIXO DE TRANSMISSÃO GIRATÓRIO ELÁSTICO FLEXÍVEL" caracterizado por um eixo (1) formado pela união de uma mola helicoidal (2) que recebe em seu túnel central (3) a passagem longitudinal, de uma corrente (4) de elos (5) fixadas no pino de travamento (6 e 6a) posicionado nas extremidades (7), que se encaixam nos rolamentos (9 e 9a) alojados no suporte do rolamento (10 e 10a) formando um conjunto compacto, embutido no flange cilíndrico (11) e no flange quadrado (12) com furo (14) longitudinal de encaixe de pino/parafuso (15).

2) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato do eixo (1) apresentar condições mecânicas de se flexionar entre os pontos de geração de força mecânica (A) ao ponto de recebimento da transmissão da rotação de força mecânica (B), em ângulos horizontais, verticais, transversais e pendulares.

3) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato do eixo (1) apresentar condições mecânicas de se esticar, curvar e se contrair.

4) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato do perfil, espessura e distanciamento das aspirais (8) da mola (4) bem como a espessura e a distância entre os elos (5) da corrente (4) variar.

5) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato do eixo (1) possuir o recurso de girar unidirecionalmente ou bidirecionalmen- te por meio de utilização de rolamentos (9).

6) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato do eixo (1) em suas extremidades (7) possuir pinos de travamento (6 e 6a), que podem variar seu formato geométrico. 7) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato da superfície externa (16) da mola helicoidal (2) ser protegida por capa flexível (13) por meio de vulcanização, sanfonas de diversos materiais.

8) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato da mola helicoidal (2) manter a corrente (4) acondicionada em seu túnel central (3) evitando que a mesma se encavale ou se dobre.

9) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato da transmissão giratória recebida pelo pino de travamento (6) posicionado na extremidade (7) ser transferido pela corrente (4) de elos (5) para o pino de travamento (6a) na extremidade (7) oposta.

10) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato da transmissão giratória recebida pelo pino de travamento (6) posicionado na extremidade (7) ser transferido pela corrente (4) de elos (5) para o pino de travamento (6a) na extremidade (7) oposta, independente da curvatura apresen- tada pela mola (2).

11) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato dos rolamentos (9 e 9a) possibilitar o livre giro da corrente (4) dentro do túnel central (3) da mola (2).

12) Eixo de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato da mola helicoidal (2) e corrente (5) receber torção tridimensional e posteriormente retornar para o seu estado de repouso inicial.

Description:
"EIXO DE TRANSMISSÃO GIRATÓRIO ELÁSTICO FLEXÍVEL".

Almeja a presente solicitação de patente de invenção a um eixo de transmissão giratório elástico flexível, não observado no atual estado da técnica, no qual foi desenvolvido para transmissão rotacional de força trimecâni- ca entre dois pontos. Que trás como suas principais características a condição de flexionar entre os pontos de transmissão em ângulos horizontais, verticais, transversais e pendulares, bem como também apresentar a condição de se esticar, curvar e se contrair para o ponto inicial de repouso, mantendo a transmissão de rotação contínua e intermitente.

Sua produção ficará a cargo das indústrias mecânicas de peças e equipamentos destinados.

Atualmente o eixo mais utilizado como componente de transmissão, responsável pela emissão de torque que necessite de uma articula- ção para manter a transferência da força é o eixo cardan. Suas extremidades contam com articulações denominadas juntas móveis universais, onde o movimento do ponto A gerador da força em relação ao ponto B de recebimento da força rotacional, que sofra um desalinhamento tridimensional.

O autor sabendo da técnica conhecida e buscando superá-la, a fim de fornecer novas tecnologias a indústria de máquinas e equipamentos, e- laborou o presente requerimento que consiste em um eixo que realiza a conexão entre o ponto A de geração de força, ao ponto B de recebimento da força rotacional, independente da movimentação tridimensional entre o ponto A ao B. Ou seja, mesmo que o ponto A permaneça parado, o ponto B pode se deslocar para frente, para trás, para os lados, para cima e para baixo, enfim pode realizar uma movimentação tridimensional, sem perder a força de torque fornecida entre o ponto A ao ponto B. Assim o autor conseguiu utilizar a aplicação da elasticidade flexível de armazenar a energia mecânica da torção da mola helicoidal, seja de perfil redondo, quadrado entre outros. A fim de conjuntamente com a corrente de elos que transpassa o seu interior, possam trabalhar conjuntamente formando uma só peça, que possibilite ser torcido, encolhido ou esticado, bem como promover movimento de curvatura e movimentos tridimensionais, sem perder a força e sincronia de transmissão de força mecânica giratória, reduzindo ainda choques e vibrações transmitidas da força geradora do ponto A para o ponto B, e vice- versa.

As figuras em anexo mostram claramente o eixo, que conjuntamente com as referências numéricas detalhadas a seguir, faz-se entender mais facilmente.

A figura 1 apresenta uma vista em perspectiva explodida do eixo de transmissão elástico flexível, apresentando a mola reta e linear.

A figura 2 apresenta uma vista em perspectiva explodida do eixo de transmissão elástico flexível, apresentando a mola curvada.

A figura 3 apresenta uma vista em perspectiva explodida do eixo de transmissão elástico flexível, apresentando a sequência de encaixe e montagem.

A figura 4 apresenta uma vista em perspectiva montada sem a mola, apresentando a parte da corrente e seus devidos encaixes nos rolamentos, pinos e buchas.

A figura 5 apresenta uma vista em perspectiva completa do eixo de transmissão elástico flexível montado.

A figura 6 apresenta uma vista em perspectiva explodida parcial da sequência de encaixe e montagem em uma das extremidades.

A figura 7 apresenta uma vista em perspectiva explodida do eixo de transmissão elástico flexível. A figura 8 apresenta uma vista em perspectiva da parte frontal do eixo de transmissão elástico flexível montado.

A figura 9 apresenta uma vista em perspectiva da parte posterior do eixo de transmissão elástico flexível montado.

O presente requerimento é caracterizado por um eixo (1) formado pela união de uma mola helicoidal (2) que recebe em seu túnel central

(3) a passagem longitudinal, de uma corrente (4) de elos (5) fixadas no pino de travamento (6 e 6a) posicionado nas extremidades (7), que se encaixam nos rolamentos (9 e 9a) alojados no suporte do rolamento (10 e 10a) formando um con- junto compacto, embutido no flange cilíndrico (11) e no flange quadrado (12) com furo (14) longitudinal de encaixe de pino/parafuso (15).

O eixo (1) apresenta condições mecânicas de se flexionar entre os pontos de geração de força mecânica (A) ao ponto de recebimento da transmissão da rotação de força mecânica (B), em ângulos horizontais, verticais, transversais e pendulares, bem como também apresentar a condição de se esticar, curvar e se contrair para o ponto inicial de repouso, mantendo a transmissão de rotação (giratória) contínua e intermitente da corrente (4) em relação ao ponto de geração de força mecânica (A), ao ponto de recebimento da transmissão da rotação de força mecânica (B).

O perfil, espessura e distanciamento das aspirais (8) da mola

(4) bem como a espessura e a distância entre os elos (5) da corrente (4), irão variar conforme a sua comercialização, aplicação, torque, percentuais de elasticidade, percentuais de flexibilidade ou amplitude de movimentos.

O eixo (1) possui o recurso de girar unidirecionalmente ou bi- direcionalmente por meio de utilização de rolamentos (9) específicos, dependendo de cada aplicação.

O eixo (1) em suas extremidades (7) possui os pinos de travamento (6 e 6a), que podem variar seu formato para se adequarem aos mais variados pontos de fixação, para atender a diversas aplicações, dependendo das necessidades de sua aplicação, recebendo ainda tratamento de superfície, tais como, pinturas especiais, zincagens ou outros tipos de revestimentos de proteção.

A superfície externa (16) da mola (2) pode ser protegida por capa flexível (13) por meio de vulcanização, sanfonas de diversos materiais, entre outros materiais.

A mola (2) mantém a corrente (4) acondicionada em seu túnel central (3) evitando que a mesma se encavale ou se dobre, desta forma além da corrente ter seu giro rotacional livre e independente. A mola (2) por sua vez também em sua torção tridimensional absorve a energia da deformação e posteriormente responde para o seu estado de repouso inicial.

Tratou o presente relatório descritivo, a um eixo transmissão giratório elástico que se constitui em uma aplicação funcional, prática, segura e de fácil manuseio. Envolvendo-se de características e apresentando todos os requisitos e exigências de resistência e segurança necessárias que sua aplicação exige, combinando modificações de elementos conhecidos em forma e disposição inovadora sem precedentes no mercado.