Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
IMPROVEMENTS TO A MACHINE FOR FORMING DOUGH-BASED PRODUCTS AND CONVEYOR SYSTEM THEREFOR
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2015/085384
Kind Code:
A1
Abstract:
The present patent relates to improvements to a machine for forming dough-based products, such as sweet dough or savoury dough without a filling, with a system for conveying and compressing the dough contained in an upper structure (1), by means of a funnel disc (10), a conveyor system (17), a rack (19), and also comprising a movable base (11) with cups (38) which can slide on rails (36); a system for automatically re-filling the cups (38) is included.

Inventors:
POLETO, Gilberto (Rua José Maria Lisboa nº 731, apto 61Jardim Paulista, -001 São Paulo-SP, 01423, BR)
Application Number:
BR2014/000437
Publication Date:
June 18, 2015
Filing Date:
December 11, 2014
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
POLETO, Gilberto (Rua José Maria Lisboa nº 731, apto 61Jardim Paulista, -001 São Paulo-SP, 01423, BR)
International Classes:
A21C3/10; A21C5/00
Foreign References:
US3611951A1971-10-12
GB2484283A2012-04-11
BR8002014U2001-02-28
BR7300996U1993-11-23
BRMU8400504U2005-10-25
Attorney, Agent or Firm:
ARIBONI, FABBRI E SCHMIDT SOCIEDADE DE ADVOGADOS (Rua Grararapes, 1909 - 7º andarBrooklin, -004 São Paulo-SP, 04561, BR)
Download PDF:
Claims:
Reivindicações

1. Aperfeiçoamentos em máquina formadora de produtos de massa, do tipo que possui uma estrutura superior (1), painel de controle (2), sistema formador (3), estrutura inferior (4) e esteira de saída (5), caracterizado pelo fato de que a estrutura superior (1 ) compreender;

uma parte de estrutura fixa formada por laterais do lado posicionador (33) e laterais do lado transmissão (56) as quais são fixadas, na parte inferior, na travessa de fixação (27) e no apoio de caneca (28); e na parte superior, fixadas pela tampa superior (12);

uma parte de estrutura móvel formada pela base móvel da caneca (11) com uma proteção (37), pela guia de caneca (13), onde se encontra disposto um conjunto de duas canecas (38) e inclui ainda chave fim de curso (43); sendo que a base móvel da caneca (11) na parte superior, e a guia da caneca (13) na parte inferior, são unidas pela travessa do puxador (42) com puxador (44); dito sistema móvel deslizando na parte inferior pelo trilho inferior (36) que é fixado ao apoio da caneca (28); sendo o deslizamento superior feito pelo guia superior da caneca (51 ), no qual é fixo aos laterais (33) e (56); o posicionamento e travamento da caneca (38) são compostos pelo corpo do posicionador

(16) , mola do posicionador (30), pino do posicionador (31) e pelo puxador do posicionador da caneca (50).

2. Aperfeiçoamentos em máquina formadora de produtos de massa, de acordo com a reivindicação 1 , caracterizado pelo fato da parte de estrutura fixa incluir uma proteção basculante do embolo (53) com fecho de roldana (54), uma placa de proteção fixa do embolo (41) e chapa de fechamento (25).

3. Sistema de transmissão para máquina formadora de produtos de massa, que inclui um motorredutor (34) para acionamento de sistema de embolo provido de embolo (10), caracterizado pelo fato de que dito sistema inclui uma cremalheira de embolo (19) acoplada ao embolo (10), acionada por eixo de transmissão

(17) apoiado pelos mancais cegos (14) e mancai passante ( 5) com rolamentos rígidos de esfera (18) fixados pelo lateral do posicionador (33) e pelo lateral da transmissão (56); dito sistema de transmissão incluindo um suporte de apoio do embolo (20), placa de apoio do embolo (21), chapa da mola (22), mola do embolo (23), e parafuso (24); incluindo ainda atuador do sensor do embolo (35); e um sistema de travamento de segurança com trava do grampo (45), fixador tensor (46), suporte do fixador (47) e dobradiça (48).

Description:
Aperfeiçoamentos em máquina formadora de produtos de massa e sistema de transmissão para a mesma.

Campo da Invenção

A presente patente de invenção trata de uma máquina destinada à formação de produtos feitos a partir de massas doces ou salgadas, particularmente, massas doce sem recheio, tais como trufa, brigadeiro, beijinho, cajuzinho, entre outros, nos formatos cilíndrico, gota, travesseiro e cone de duas pontas.

Histórico da Invenção

Até o presente momento as máquinas disponíveis no mercado não conseguem melhorar o processo das padarias, na fabricação de produtos de massa; assim, buffet e outros estabelecimentos que precisam produzir produtos padronizados e em quantidade, com menor tempo de produção, pouca mão de obra e, principalmente, com menor quebra de suas moléculas para deixar o produto mais próximo de seu estado original preservado tal como de açucarar, e proporcionando maior tempo de validade.

É usual a utilização de máquinas para formar produtos nos formatos supracitados, sendo que a sua maioria utiliza-se de roscas transportadoras que transportam a massa até um cabeçote o qual a compacta e forma um cilindro de massa para depois um conjunto de moldes formadores, mandíbulas dispostas em um disco que abre e fecha, através de um sistema de eixos sobe e desce, dando forma ao produto.

Este sistema, forma produtos com média de vida útil de 1 (hum) dia, pois devido o transporte ser realizado por roscas a massa tem de entrar em seus sucos e assim ser partida, gerando quebras de suas moléculas e fazendo com que o produto açucare e estrague rapidamente.

Também é conhecido no mercado, máquinas formadoras de produtos de massa, as quais funcionam com um sistema de êmbolos que empurram a massa para baixo, pressionando de forma uniforme, que, portanto, preservam mais as características originais da massa, ao invés do sistema de roscas que quebram e aceleram seu açucaramento.

Este sistema de êmbolos, que preservam mais as características da massa, todavia revelam outro problema que, após terminar o conteúdo da caneca o seu reabastecimento é lento, devido ao sistema de acionamento do referido embolo Ser realizado por intermédio de sistema de fuso, que não permite a reversão rápida do sistema de embolo, para o reabastecimento da caneca; isto dificulta sua utilização nas indústrias alimentícias, mais especificamente as que trabalham com doces, pois estas empresas precisam de velocidade para que o produto não derreta ou mude de estado enquanto espera o reabastecimento do caneco. Além disto, o tempo de reabastecimento faz com que se perca muito tempo de produção, tempo este em que a mão de obra fica parada aguardando o processo.

É objetivo da presente invenção, proporcionar uma máquina formadora de produtos de massa, que preserve por maior tempo possível as características originais do produto.

É ainda outro objetivo da presente invenção, dotar uma máquina formadora de produtos de massa, com características especiais que possibilitem um reabastecimento muito mais rápido, evitando perda de tempo na produção, mão de obra ociosa além da perda das características originais do produto por demora de reabastecimento.

Assim, constatado essa inadequação das máquinas formadoras de produtos de massa do estado da técnica, foi desenvolvido um sistema de alimentação para esse tipo de máquina, de forma semiautomática no qual existem dois reservatórios, enquanto um está em operação de produção, o outro já está em aguardo, já em condições de operação; minimizando desta forma o tempo de parada do equipamento para reposição de massa.

Breve Descrição das Figuras

A presente patente de invenção e seu modo preferencial de execução será a seguir descrita em referência às figuras em anexo, que de uma forma esquemática e não limitativa de seu escopo, representam:

- A Figura 1 ilustra uma vista em perspectiva da máquina formadora de produtos de massa, de acordo com a presente invenção.

- A Figura 2 ilustra uma vista frontal em corte da estrutura superior da máquina, de acordo com a presente invenção;

- A Figura 3 ilustra uma vista lateral direita da estrutura superior da máquina, de acordo com a presente invenção;

- A Figura 4 ilustra uma vista de planta da estrutura superior da máquina; de acordo com a presente invenção;

- A Figura 5 ilustra uma vista explodida da estrutura superior da máquina, de acordo com a presente invenção;

- A figura 6 ilustra uma vista frontal explodida da estrutura superior da máquina, de acordo com a presente invenção.

Descrição Detalhada da Invenção

A máquina de acordo com a presente invenção é constituída por cinco subconjuntos sendo eles; melhor identificados na figura 1 : -estrutura superior (1);

-painel de comando (2);

-sistema formador (3);

-estrutura inferior (4);

-esteira de saída (5).

Conforme a presente invenção, as características inovadoras da máquina estão na estrutura superior (1 ), ou seja, no sistema de alimentação da massa no conjunto das canecas (38), que posteriormente passará pelo sistema formador (3) até a esteira de saída (5). A estrutura superior (1) é formada por dois laterais, lateral do posicionador (33) e do lateral lado da transmissão (56) as quais são fixadas, na parte inferior, na travessa de fixação (27) e no apoio da caneca (28); e na parte superior, fixadas pela tampa superior (12), formando uma estrutura fixa que dará sustentação ao sistema móvel, transmissão do embolo e sistema de segurança da cremaiheira.

A parte móvel é constituída pela base móvel da caneca (11 ) com uma proteção (37), pela guia da caneca (13) e pela chave fim de curso (43) (figuras 2 e 5); a base móvel da caneca (11) na parte superior, e a guia da caneca (13) na parte inferior, são unidas pela travessa do puxador (42) provida de puxador (44). O sistema móvel desliza na parte inferior pelo trilho inferior (36) que é fixado ao apoio de caneca (28); o deslizamento superior é feito pelo guia superior da caneca (51 ), no qual é fixo aos laterais (33) e (56). O posicionamento e travamento da caneca (38) são compostos pelo corpo do posicionador (16), mola do posicionador (30), pino do posicionador (31 ) e pelo puxador do posicionador da caneca (50) (figuras 3 e 5).

A transmissão do embolo (figuras 2, 3, 4, 5 e 6), apoiada pelos mancais, mancai cego (14) e mancai passante (15) com rolamentos rígidos de esfera (18), são fixados ao lateral do posicionador (33) e pelo lateral da transmissão (56) estas ligadas na parte inferior por uma chapa de fechamento (25) e na parte superior por uma proteção fixa do embolo (41 ); o eixo da de transmissão do embolo (17) fica alojado entre os mancais, o motorredutor é fixado ao lateral (56) no qual se faz a transmissão por chaveta entre o eixo de transmissão (17) e o motorredutor (34). O sistema de embolo compreende o disco de embolo (10) e a cremaiheira de embolo (19).

Um sistema de segurança e guia de embolo (figuras 5 e 6), o suporte de apoio (20) é fixado à tampa superior (12) com movimento basculante, um conjunto de molas e placas (21 , 22, 23 e 24) é fixado ao suporte de apoio (20). A chave fim de curso (43) e o fixador tensor (46) são fixados na tampa superior (12). A dobradiça (48) e a proteção basculante do embolo (53) com fecho com roldana (54), são fixados na laterai lado da transmissão (56).

A presente invenção poderá ser melhor entendida pela descrição do funcionamento a seguir:

Na estrutura superior da máquina estão contidas duas canecas (38) nas quais massa de produto (brigadeiro, trufa, etc), será inserida; existem três posições em que as canecas (38) podem estar (figura 2), 1 o posição, lado direito em aguardo para receber produto, 2° posição, central em trabalho de operação, 3 o posição, lodo esquerdo em aguardo para receber produto. Sempre que uma caneca estiver na 2° posição a outra caneca pode estar na 1 o ou 3 o posição. Após a inserção de massa de produto nas posições 1 o ou 3 o , a caneca é levada a 2° posição, o pino do posicionador (31 ), trava a base móvel da caneca (11 ) , na posição de operação 2 o e o sistema do embolo, (10) e (19) é encaixado na caneca. O sistema de fixação e segurança do embolo é posicionado até a placa de encosto do embolo (21), estiver bem encostada na cremalheira do embolo (19), verificando o eixo da transmissão do embolo (17) e a cremalheira do embolo (19), os dentes devem estar bem engrenados. Após esse procedimento travar o conjunto com o fixador tensor (46), fechar a proteção basculante do embolo (53). Ligar os comandos para o sistema do embolo descer, pressionando a massa do produto dentro da caneca fazendo com que a massa escoe pelo tubo de alimentação (39), no fundo da caneca. O sistema formador deve ser acionado junto à esteira de saída, com esses conjuntos em funcionamento o equipamento formara o produto desejado (brigadeiros, trufas, etc). Quando o sistema do embolo chegar ao fundo da caneca o sistema do embolo para de descer sozinho, pois o atuador do sensor do embolo (35), que está fixado na cremalheira do embolo (19), toca na chave fim de curso (43), parando o sistema do embolo por segurança com a finalidade de não danificar a caneca e a cremalheira do embolo.

Após o sistema do embolo parar, o botão de reverso deve ser acionado de 5 (cinco) a 10 (dez) segundos com intuito de eliminar a pressão interna causada pelo disco do embolo (10), abrir a proteção basculante do embolo (53), destravar o fixador tensor (46) com suporte do fixador tensor (47) e com trava do grampo (45), retirar o sistema do embolo de dentro da caneca. Destravar a base móvel da caneca (13), pelo puxador do posicionador da caneca (50), empurrar a caneca que estava na 1 o ou 3 o posição para 2° posição e refazer o processo de travar a caneca e acionar o sistema do embolo.

Tabela de resultados comparativos de ensaios e testes

Comparação de processos

Processos Manual Extrusão Embolo (Inovação) Variação de peso alta média baixa

Açucaramento demorado rápido demorado

Produção de peças por hora baixa média alta

Quantidade de mão de obra alta baixa baixa

Alteração na receita do produto não ocorre ocorre não ocorre

Variação no formato alta média baixa

Perda de produto no processo baixa média média

Observa-se assim, que as vantagens da adoção do sistema da presente invenção, a qual compreende embolo / cremalheira, em lugar de um sistema manual, extrusão (roscas transportadoras) ou até mesmo embolo / fuso; permitiu:

-Do ponto de vista construtivo, possibilitou a realização de um sistema semiautomático com a inserção de mecanismos que trabalham com duas canecas, sendo uma em funcionamento e outra no aguardo para substituição imediata.

-Do ponto de vista quantitativo, usuários apresentarem crescimento de no mínimo 60% da produção com a mesma equipe de funcionários, reduzindo numero de dias trabalhados isto, sem utilizar o equipamento na sua total potencialidade; com a ampliação da linha de produtos que passam a produzir.

-Qualitativamente, os ganhos são mais significativos, pela padronização dos produtos, aumento na segurança alimentar porque diminui expressivamente o manuseio de produto, redução drástica de perdas, produto não açucara, aumentando o tempo de validade do produto, como ocorre nas máquinas que usam processo de extrusão; bem estar e ergonomia para os funcionários, que deixa o esforço repetitivo de modelar produtos à mão, podendo ocupar outras tarefas que exigem menos esforço físico.