Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
TAP HOSE UNIVERSAL PNEUMATIC ADAPTER
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2014/000063
Kind Code:
A1
Abstract:
Adapter to be attached to any domestic bath tap to direct the flow of water to a sanitation hose or shower. The adapter is in the form of an arcuate conical sleeve with a neck that is connected to hoses by means of a standard sleeve or nipple, and which has a ring inside which there is an elastomer sealing tube in the form of an arcuate double cone, protected by a tubular cover of fine, strong fabric in order to restrict expansion thereof, thereby forming a pneumatic chamber with the interior of the ring. When penetrated by a tap or pipe and with the sealing tube thereof inflated, using a manual or electric/electronic air-pump system, the adapter seals around the tap or pipe where it is anchored by fastening in order to prevent any shift thereof, thereby securing the controlled flow of water to the hose or sanitation shower and with residual discharge of water, or another liquid, directed to the washbasin via a small pipe.

Inventors:
OLIVEIRA PIRES, Paulo de Tarso (Av. Portugal 986 apt. 44, Urca, CEP : -050 - Rio de Janeiro - RJ, 22291, BR)
Application Number:
BR2012/000191
Publication Date:
January 03, 2014
Filing Date:
June 26, 2012
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
OLIVEIRA PIRES, Paulo de Tarso (Av. Portugal 986 apt. 44, Urca, CEP : -050 - Rio de Janeiro - RJ, 22291, BR)
International Classes:
F16L37/48; F16L33/16
Foreign References:
US3075535A
US3190679A
US5743570A
BRMU7702246U
Download PDF:
Claims:
REIVINDICAÇÕES

1 - Adaptador pneumático universal de mangueiras a torneiras caracterizado pelo fato ser composto por um anel rebaixado em ambas as extremidades gerando batentes voltados para as mesmas e dispondo de um diâmetro interno de dimensão suficiente para receber em seu interior tubos de torneiras de diferentes seções.

2 - Adaptador de acordo com a reivindicação 1 caracterizado pelo fato de que no interior do anel se aloja um mangote de elastômero montado conjuntamente com uma capa anular de tecido fino, resistente e inelástico.

3 - Adaptador de acordo com a reivindicação 1 e 2 caracterizado pelo fato de que duas porcas comprimem por rosqueamento ou por prensagem arruelas de encosto e posicionamento e anéis de vedação contra batentes internos do anel criando uma câmera pneumática estanque.

4 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 3, caracterizado pelo fato de que sobre o exterior do anel encontram-se argolas e mordedor para prender cordão com ventosas para fins de sua amarração.

5 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 4 caracterizado pelo fato de que sobre uma extremidade externa do anel é montada por rosqueamento ou prensagem uma luva cónica em arco de material rígido ou maleável inelástico e resistente à pressão de dimensões suficientes para permitir a penetração em seu interior através do anel de torneiras de diferentes formatos.

6 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 5 caracterizado pelo fato de que sobre uma extremidade externa do anel é montada uma saia afunilada que além de seus diâmetros maior e menor abertos tem um furo cilíndrico lateral para montagem de um tubo de dreno de água. 7 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 6 caracterizado pelo fato de que seu elemento de vedação é um mangote de elastômero em forma de duplo cone em arco em suas extremidades tubulares.

8 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 7 caracterizado pelo fato de que no interior de cada extremidade tubular do mangote de elastômero se aloja uma arruela de posicionamento.

9 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 8 caracterizado pelo fato de no interior de cada extremidade da capa tubular se aloja uma arruela de posicionamento.

10 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 10 caracterizado pelo fato de que um furo passante ligando o exterior ao interior do anel permite a montagem de um tubo para injeção de ar.

11 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 11 caracterizado pelo fato de que um conjunto de bomba manual ou elétrica/eletrônica com válvula de retenção injeta, controla e retira o ar do sistema.

12 - Adaptador de acordo com as reivindicações 1 a 11 caracterizado pelo fato de que o gargalo da luva cónica em arco é preparado para receber por rosqueamento ou prensagem conexões de mangueiras dentre elas as utilizadas com duchas higiénicas já montadas com chuveirinho e válvula para abertura e fechamento de fluxo de água.

Description:
Adaptador pneumático universal de mangueira a torneiras.

5

A presente invenção refere-se a um adaptador em forma de luva côniea em arco, aberta em ambas as extremidades. Na sua extremidade de maior diâmetro se encaixa por rosqueamento, um anel rebaixado em ambas as extremidades, no interior do qual é montado um mangote de0 elastômero, de expansão contida por uma capa tubular, que quando inflado

se comprime anularmente ao corpo de torneira na qual esteja enfiado. E na sua extremidade de menor diâmetro, ou gargalo, se acoplam mangueiras para uso em geral.

Geralmente as conexões entre mangueiras e torneiras dependem

5 destas serem rosqueadas nas suas extremidades para permitir o encaixe da

luva ou niple acoplado a seu macho/fêmea da ponta de uma mangueira. A utilização, muitas das vezes improvisadas, de encaixe de luva ou niple elástico nas extremidades das torneiras, mangueiras e/ou tubos, não é confiável, pois eles geralmente são expelidos em serviço, devido à pressão0 exercida pela água, causando vazamentos e inundações.

Os adaptadores universais de mangueiras a torneiras existentes, tem como elementos de vedação almofadas ou câmaras pneumáticas, substituídos na presente invenção pelo mangote de elastômero que é mais fácil de ser fabricado e também substituído.

5 Para ser fabricado de elastômero natural, ou látex, este mangote pode

ser facilmente produzido por imersão, o mesmo não ocorrendo com câmaras e almofadas. Em caso de dano do elemento de vedação, este mangote pode ser substituído mais facilmente que câmaras ou almofadas. E pelo seu formato em duplo cone, com área inflável bem menor do que seus congéneres (câmaras e almofadas) é minimizada a formação de pregas, que comprometem a vedação da água.

Este adaptador universal dispõe de uma capa tubular fina, que minimiza os efeitos de pregas, porém resistente para suportar a pressão do ar comprimido e da água, e inelástica para conter a expansão do mangote de elastômero, devido às suas dimensões e fixação conjunta com o mesmo no interior do anel. Este adaptador dispõe ainda de um sistema de amarração com cordão, ventosas e mordedor que impede seu deslizamento para fora da torneira em que esteja fixado e também de uma saia de elastômero que direciona por um tubo vazamentos residuais de água, que seria esguichada, para dentro da pia.

A invenção tem por objeto um adaptador em forma de luva cónica em arco que em sua extremidade de maior diâmetro se encaixa por rosqueamento um anel, rebaixado em ambas as extremidades para permitir o recebimento de duas porcas que quando apertadas comprimem dois conjuntos de arruelas e anéis de vedação sobre as duas superfícies radiais internas que servem de batentes; estes conjuntos de arruelas posicionam e prendem o mangote de elastômero juntamente com a sua capa tubular; no furo passante do anel através de um tubo ligado a uma válvula de retenção e bomba manual infla-se o mangote. O diâmetro interno do anel é grande o suficiente para permitir que torneira de qualquer seção penetre no seu interior. Inflando-se o mangote, que tem sua expansão contida por uma capa tubular, é exercida uma pressão anular sobre a torneira. Com o adaptador amarrado abre-se a torneira e o fluxo de água é direcionado para qualquer mangueira montada no gargalo desta luva, com o vazamento residual de água guiado para a pia pelo tubo montado na saia de elastômero. Ressalte-se que a contenção da expansão do mangote de elastômero inflado pela capa tubular se dá em todas as direções e independente de amarração, o que não ocorria nos adaptadores até então, pois mangote não tinha sua inflação uniforme devido a formação de bolhas de ar, que causavam distorções e risco de rompimento do mesmo.

Outras características desta invenção são:

- dispor de uma capa tubular de tecido fino, resistente e inelástico que contém a expansão do mangote de elastômero com um mínimo de formação de pregas;

- dispor porcas, arruelas e de anéis de vedação que garantem a estanqueidade pneumática e hidráulica do sistema quando montados contra os batentes do anel;

- dispor de um sistema de amarração composto por argolas, cordão, ventosas e mordedor que impedem o deslizamento do adaptador para fora da torneira;

- dispor de uma saia cónica de elastômero montada na outra extremidade do anel, com tubo para retorno de vazamento residual da água;

- poder ser fabricado com roscas, como aqui descrito, que permite a desmontagem, mas é mais custosa, ou ter suas partes cravadas por prensagem, o que barateia os custos de fabricação mas dificulta e mesmo impede a manutenção.

A descrição que se segue e as figuras associadas, tudo dado a exemplo não limitativo, facilitarão o entendimento desta invenção:

A figura 1 apresenta em corte o anel com o mangote desinflado.

A figura 2 apresenta vista de frente do anel com o mangote desinflado. A figura 3 apresenta em corte esquemático o adaptador montado horizontalmente em uma torneira, com o mangote inflado e a capa tubular contendo sua expansão.

Como apresentado na figura 1 que é o corte "A-A" da figura 2, ambas as extremidades do anel (1) são rebaixadas e preparadas para receber por rosqueamento as porcas (2) que tem quatro furos (3) sobre sua superfície externa para encaixe da ferramenta de montagem. A porca (2) montada no diâmetro interno esquerdo do anel (1) está apertando as arruelas (7), (8) e (9) e o anel de vedação (6) sobre o batente esquerdo do anel (1), vistos separados no lado direito do anel (1) onde a porca (2) esta folgada. No interior de ambas as extremidades do mangote (4) encontram- se arruelas (7) que esticam o elastômero adequando sua superfície para contato com o anel de vedação (6). Também no interior de ambas as extremidades da capa tubular (5) encontram-se arruelas (8) para posicionala corretamente. Em contato com ambas as porcas (2) encontram-se as arruelas de encosto (9) que permitem que as mesmas sejam apertadas sem torcer o conjunto mangote (4) e capa tubular (5). O furo passante (10) é para a passagem do ar proveniente do tubo (11). O mordedor (12) e as argolas (13) fazem parte do sistema de amarração do adaptador.

A figura 3 apresenta em corte esquemático a luva (18), cujo maior diâmetro (25) está rosqueada no diâmetro externo direito do anel (1) cujo mangote (4) inflado pela bomba manual (17) e válvula de retenção (16) se comprime com expansão contida pela capa anular (5) sobre uma torneira (20). A superfície do gargalo (19) está preparada para se acoplar a mangueiras, por rosqueamento ou prensagem. O cordão (14) pode ser amarrado em torno do registro (22) da torneira (20), ou esticado entre as duas ventosas (15) e o mordedor (12) para impedir o deslizamento e consequente expulsão do adaptador da torneira (20). A utilização deste invento pode se dar, por exemplo, da seguinte maneira:

- um usuário adquire o conjunto deste adaptador universal já montado com kit de ducha higiénica composto de mangueira longa para atingir o vaso sanitário e chuveirinho com controle abre e fecha do fluxo de água.

Primeiro deve-se regular a temperatura da água que sai da torneira, em seguida fechando-a e posiciona-se o furo central da saia (23) na ponta da torneira (20) empurrando-se o adaptador até que o conjunto mangote (4) e capa anular (5) já tenha passado a saída da água (21) da torneira (20), como mostrado na figura 3. Utilizando o cordão (14) esticado ou em torno do registro (20) ou nas duas ventosas (15) presas em azulejo, vidro ou espelho da pia, amarra-se o adaptador. Então deve-se inflar o mangote (4) com bomba (17) com a válvula de retenção (16) fechada. Direcionando-se o tubo (24) para dentro da pia abre-se a torneira testando a suficiência da pressão empregada. Pronto, no caso, a ducha higiénica já pode ser utilizada. Vazões excessivas de saídas de água da torneira (20) e mante-la aberta na ausência do usuário devem ser evitadas para se evitar vazamentos. Para desmontar o adaptador, fecha-se a torneira, abre-se a válvula de retenção e solta-se a amarração, cuidando-se de abrir o chuveirinho para eliminação de água armazenada na mangueira.




 
Previous Patent: FLOWER BOX

Next Patent: MAGNETIC MOTOR