Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
FLEXIBLE BAG ACCORDION-FOLDING DEVICE
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2019/183704
Kind Code:
A1
Abstract:
A flexible bag accordion-folding device is described, which has a set of pincers (30) that ensure the formation of folds on the surface of the flexible bag (70) in order to considerably decrease the length thereof, allowing 30 metres of flexible bag to be compressed in 1 hour, producing a refill of 50 cm in length, said accordion-folding device being designed to be fitted to the outlet of the compacting device, resulting in optimization of the operating time of the devices and the need for only one accordeon-folding device for a set of compacting devices, substantially reducing costs.

More Like This:
JP2001199547PICKING DEVICE
Inventors:
CAVA ANTÔNIO CARLOS BARBERENA (BR)
ROSCOE FLAVIO ROBERTO DE SOUZA (BR)
Application Number:
PCT/BR2019/050109
Publication Date:
October 03, 2019
Filing Date:
March 28, 2019
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
CAVA ANTONIO CARLOS BARBERENA (BR)
ROSCOE FLAVIO ROBERTO DE SOUZA (BR)
International Classes:
B65G57/26; B30B9/30; B65D77/10
Domestic Patent References:
WO2013128351A12013-09-06
WO2011084078A12011-07-14
Foreign References:
BR202013030272U22017-07-04
BRPI1106375A22015-08-18
BRPI0506269A2007-10-02
BR0300535A2004-11-03
JP2006193226A2006-07-27
JP2006150383A2006-06-15
JPH07223223A1995-08-22
US20130333328A12013-12-19
Attorney, Agent or Firm:
SKO OYARZABALL MARCAS E PATENTES SOCIEDADE SIMPLES LTDA (BR)
Download PDF:
Claims:
REIVINDICAÇÕES:

1. EQUIPAMENTO PARA SANFONAMENTO DE BOLSAS FLEXÍVEIS caracterizado por compreender:

a) Uma primeira plataforma de formato circular (10) mancalizada em amortecedores (não representado), com a periferia da plataforma (10) apresentando conectores (20) para a fixação de braços (30) dispostos raiados e que se projetam ascendentes, ditos braços (30) promovidos de extremidade livre com um batente (31) dispostos apoiados nas paredes laterais (41) da segunda plataforma (40);

b) Uma segunda plataforma (40) disposta sobre a primeira plataforma (10), dita segunda plataforma (40) mancalizada em um eixo hidráulico (50) e apresentando formato circular com superfície lateral (41) que se projeta a partir da periferia da base da plataforma (40), e base provida de guias ortogonais ascendentes (42) onde desliza uma armação interna dotada de braços raiados (401);

c) Uma estrutura de formato cilíndrico com extremidades vazadas (60), aqui denominada carretel, posicionada sobreposta à superfície lateral (41) da segunda plataforma (40), em dito carretel (60) sendo encaixada a extremidade de uma bolsa flexível (70).

2. EQUIPAMENTO PARA SANFONAMENTO DE BOLSAS FLEXÍVEIS, de acordo com a reivindicação 1 , caracterizado pelo fato de serem dispostos braços intermediários (301) interligados à segunda plataforma (40) através de conectores (21) intervalados com os braços (30), ditos braços intermediários (301) que se projetam ascendentes e dotados de extremidade livre com um batente.

Description:
EQUIPAMENTO PARA SANFONAMENTO DE BOLSAS FLEXÍVEIS

[01] O presente modelo de utilidade descreve um equipamento para sanfonamento de bolsas flexíveis. Mais especificamente compreende um equipamento automatizado que provê o sanfonamento de bolsas flexíveis, permitindo diminuir consideravelmente seu comprimento de forma a facilitar as operações de transporte e posicionamento no equipamento embalador.

[02] O acondicionamento de resíduos orgânicos e/ou inorgânicos em bolsas flexíveis é uma prática que elimina o contato com o ambiente externo, sendo particularmente útil para evitar contaminações no meio ambiente e ao homem e garantir um espaço de armazenamento de resíduos em condições salubres.

[03] A operação de acondicionamento dos resíduos é realizada por equipamentos compactadores que trituram, prensam e acondicionam a matéria orgânica e/ou inorgânica na sbolsas flexíveis. Estes equipamentos compactadores apresentam uma rosca helicoidal que encaminha o resíduo recebido por uma moega em direção a uma saída onde é acoplado um sanfonador que executa o sanfonamento da bolsa flexível para a seguir receber o resíduo extrusado do equipamento compactador. Nesta situação, enquanto o equipamento sanfonador se encontra em operação, o equipamento compactador é mantido em pausa.

[04] Dessa forma, a eficiência do equipamento compactador é comprometida, tendo em vista que a operação de compactação dos resíduos é suspensa enquanto é realizado o sanfonamento da bolsa flexível, em uma operação que demanda em torno de 3 horas, se considerada uma bolsa de 30 metros de comprimento. Ainda, estando o sanfonador associado ao equipamento compactador, não e possível prever a produção de refis, que poderiam ser acoplados diretamente na saída do equipamento compactador, de forma a eliminar a necessidade de um equipamento sanfonador para cada equipamento compactador, afetando as condições de uso, tempo e custo de operação.

[05] Portanto, é objeto do presente modelo de utilidade um equipamento automático que realiza o sanfonamento de bolsas flexíveis através de um conjunto de pinças que garantem a formação de dobras na superfície da bolsa flexível de forma a diminuir consideravelmente a medida de comprimento, permitindo comprimir 30 metros de bolsa flexível em 1 hora, com a obtenção de um refil de 50 cm de comprimento. Este mecanismo dissociado do equipamento compactador permite a confecção de refis de bolsa flexíveis sanfonadas que são adaptados na saída do equipamento compactador, promovendo a otimização do tempo de operação dos equipamentos e a necessidade de um único equipamento sanfonador para um conjunto de equipamentos compactadores, com substantiva redução de custo.

[06] A fim de melhor descrever as características técnicas do equipamento para sanfornamento de bolsas flexíveis, são apresentas as figuras a seguir relacionadas:

[07] A figura 1 apresenta a vista em perspectiva do sanfonador.

[08] A figura 2 apresenta vista em perspectiva do sanfonador com o porta-refil posicionado na base do equipamento e a figura 2A apresenta o porta-refil deslocado ascendente em relação à base do equipamento.

[09] A figura 3 a vista explodida, evidenciando o posicionamento do refil e da tampa do refil no porta-refil do dito equipamento e a figura 3A apresenta a vista em perspectiva do sanfonador dotado de refil e tampa do refil dispostos no porta-refil do equipamento.

[010] A figura 4 apresenta a bolsa flexível com extremidade encaixada no refil e sendo sanfondada pelas pinças do equipamento.

[011] A figura 5 apresenta a bolsa flexível totalmente sanfonada no refil, evidenciando o posicionamento da tampa.

[012] A figura 6 apresenta o posicionamento da laça extratora do refil e a figura 6A apresenta o refil totalmente deslocado do porta-refil do equipamento.

[013] A figura 7 apresenta variante construtiva do equipamento sanfonador dotado de pinças intermediárias.

[014] O equipamento para sanfonamento de bolsas flexíveis, objeto do presente modelo de utilidade, compreende uma plataforma de formato circular (10) mancalizada em amortecedores (não representado).

[015] Na periferia da plataforma (10) são previstos conectores (20) que promovem a fixação de braços (30) dispostos raiados e que se projetam ascendentes, ditos braços (30) providos de extremidade livre com um batente (31).

[016] Sobre a primeira plataforma (10) é disposta uma segunda plataforma (40) mancalizada em um eixo hidráulico (50), dita segunda plataforma (40) de formato circular dotada de superfície lateral (41) que se projeta a partir da periferia da base da plataforma (40).

[017] A segunda plataforma (40) apresenta na base a disposição de guias ortogonais ascendentes (42) que deslizam em uma armação interna dotada de braços raiados (401), orientando o deslocamento vertical da segunda plataforma (40). [018] Os braços (30) são dispostos apoiados nas paredes laterais (41) da segunda plataforma (40).

[019] Uma estrutura de formato cilíndrico com extremidades vazadas (60), aqui denominada carretel, é posicionada sobreposta à superfície lateral (41) da segunda plataforma (40), em dito carretel (60) sendo encaixada a extremidade de uma bolsa flexível (70).

[020] Mediante acionamento do equipamento, os braços (30) se deslocam em direção à superfície lateral 941) da segunda plataforma (40), e a seguir o eixo hidráulico (50) promove a movimentação continua ascendente e descendente da segunda plataforma (40), oportunizando o movimento dos braços (30) em um curso limitado entre a borda inferior e a borda superior da superfície lateral (41) da segunda plataforma (40), de forma que os batentes (31) promovem o sanfonamento da bolsa flexível (70) previamente encaixada no carretel (60).

[021] Em movimento ascendente da segunda plataforma (40), os conectores (20) dos braços (30) promovem o seu deslocamento da superfície lateral (41) da segunda plataforma (40). Quando a segunda plataforma (40) atinge a altura máxima de deslocamento através do movimento do eixo hidráulico (50), os conectores (20) deslocam os braços (30) em dreção à superfície lateral (41) da segunda plataforma (40) e imediatamente a segunda plataforma (40) se desloca descendente através do movimento do eixo hidráulico (50), com os batentes (31) dos braços (30) promovendo o sanfonamento de uma area da bolsa flexível (70) e direcionando o trecho enrugado para a porção inferior do carretel (60).

[022] Opcionalmente o carretel (60) apresenta uma tampa (61). [023] Opcionalmente, entre os braços (30) são dispostos braços intermediários (301) interligados à segunda plataforma (40) através de conectores (21), ditos braços intermediários (301) que se projetam ascendentes e dotados de extremidade livre com um batente. Em operação, os braços intermediários (301) se afastam da superfície (41) da segunda plataforma (40) solidariamente aos braços (30), ditos braços intermediários (31) sendo particularmente úteis para manter o trecho sanfonado da bolsa flexível (70) imobilizado.

[024] Para a extração do carretel (60), primeiramente é retira a tampa (61) e em seguida posicionado um pegador (80) fixado na borda superior da dita estrutura (60), de forma a facilitar a extração do carretel (60) com a bolsa flexível sanfonada (70) da estrutura do equipamento sanfonador.