Login| Sign Up| Help| Contact|

Patent Searching and Data


Title:
IMPROVEMENT INTRODUCED IN A FLOW METER FOR AGRICULTURAL SPRAY TIPS
Document Type and Number:
WIPO Patent Application WO/2021/072515
Kind Code:
A1
Abstract:
The present utility model application relates to an improvement introduced in an apparatus intended for use in agriculture, more particularly on plantations, for the purpose of measuring the flow through spray tips of agricultural products. Said apparatus comprises a housing (1) from which there originates a hose (2) provided with a nozzle (3) that is attached to the spray tip. Inside the housing (1) there is a flow sensor (F) installed and also an electronic processing board (P) and the data is transmitted via radio frequency (R), more particularly Bluetooth, by means of which the apparatus communicates with an application installed on a mobile phone device, such that the readings obtained are transmitted in real time to the mobile device, on which the application displays the information instantly.

Inventors:
HENRIQUE DA SILVA, Andre (935, 240 Pato Branco, BR)
FELIPE BARTOSKI DA COSTA, Rafael (2343, -140 CAMPO MOURÃO, BR)
CASTRO DINIZ, Guilherme (1577, -410 CAMPO MOURÃO, BR)
Application Number:
BR2020/050309
Publication Date:
April 22, 2021
Filing Date:
August 07, 2020
Export Citation:
Click for automatic bibliography generation   Help
Assignee:
HENRIQUE DA SILVA, Andre (935, 240 Pato Branco, BR)
FELIPE BARTOSKI DA COSTA, Rafael (2343, -140 CAMPO MOURÃO, BR)
CASTRO DINIZ, Guilherme (1577, -410 CAMPO MOURÃO, BR)
International Classes:
B05D12/00; B05B15/00; G01F1/00; G01F25/00
Attorney, Agent or Firm:
ANEL MARCAS E PATENTES LTDA (360 Próspera, 010 Criciúma, BR)
Download PDF:
Claims:
REIVINDICAÇÕES

1) APERFEIÇOAMENTO INTRODUZIDO EM FLUXÔMETRO PARA BICOS DE PULVERIZAÇÃO AGRÍCOLA, caracterizado por compreender um invólucro (1) de paredes delgadas e rígidas, de dimensões e formato adequado ao manuseio ergonómico, sendo que, na sua extremidade superior, o referido invólucro (1) compreende, em seu interior um dispositivo sensor de fluxo (F), do qual deriva uma mangueira flexível (2), conectada na sua entrada - do sensor de fluxo (F) - a qual fica voltada na direção traseira do invólucro (1), e portanto, a referida mangueira (2) passa através de uma abertura na parede posterior do invólucro (1), sendo que, na extremidade oposta da referida mangueira (2) é montado um bocal cilíndrico (3), no interior do qual é montada uma almofada (4) de material flexível - resina -- a qual é dotada de orifício passante central (5), e sendo que, na parede anterior do invólucro (1) passa -- através de uma abertura - uma segunda mangueira flexível (ó), a qual deriva da saída do sensor de fluxo (F), sendo que, no interior do invólucro (1) é montada também uma placa eletrónica micro processada (P), a qual compreende meios para realizar a leitura do sensor de fluxo (F), e também compreende um transmissor de rádio frequência (R), e sendo que, no interior do invólucro (1) também são montadas baterias de alimentação elétrica (B), e sendo que, na lateral externa do invólucro (1) são dispostos uma tecla de liga/desliga (L) e um conector (C) para plugue de carregador de eletricidade, enquanto que, no seu painel anterior, o invólucro (1) apresenta um primeiro LED indicativo da condição de ligado (7), um segundo LED indicativo de conexão (8) - sem fio - com um telefone celular (dotado do aplicativo relacionado), e um terceiro LED indicativo de Leitura em Andamento (9), e sendo que, no seu painel anterior, o presente invólucro (1) ainda apresenta um primeiro botão de comando para “Nova Leitura” (10), um segundo botão para “Repetir Leitura” (11) e uma campainha (12).

Description:
APERFEIÇOAMENTO INTRODUZIDO EM FLUXÔMETRO PARA BICOS DE PULVERIZAÇÃO AGRÍCOLA

Campo da invenção

[001] O presente modelo de utilidade se refere a um aperfeiçoamento introduzido num aparelho que é destinado a ser empregado na agricultura, mais particularmente nas lavouras, tendo a função de medir a vazão de bicos de pulverização de produtos agrícolas, podendo-se assim constatar as suas condições de operação, e possíveis necessidades de manutenção, regulagem ou troca, visando o seu melhor funcionamento.

Estado da técnica

[002] Sabe-se que na atividade agrícola, uma das tarefas mais importantes é a aplicação de produtos agrícolas, os quais são disponibilizados, em sua grande maioria, na forma de produtos líquidos, os quais são pulverizados por meio de máquinas sobre a lavoura em diferentes etapas do seu desenvolvimento.

[003] Com o aperfeiçoamento das tecnologias, chegou-se ao desenvolvimento de grandes máquinas, capazes de cobrir grandes áreas de lavoura, e portanto, podendo transportar e aplicar grandes quantidades de defensivos, fertilizantes foliares e adjuvantes, e isto, empregando um operador. Inicialmente, as referidas máquinas são projetadas para oferecer o máximo rendimento e aproveitamento do material pulverizado, garantindo que a mesma quantidade de material seja pulverizada através de todos os bicos que estejam em operação no momento, pelo equipamento, e que também haja constância no fluxo de material pulverizado ao longo de um período de tempo, o que otimiza o aproveitamento desse material. No entanto, a prática revela que algumas condições interferem no correto funcionamento dos bicos pulverizadores, tal como desgastes, defeitos de fabricação ou causados no momento da sua montagem, e até mesmo variações na constituição do material pulverizado, o que faz com que, frequentemente, resulte no fato de que um ou mais bicos pulverizadores - de uma mesma máquina ou de variadas máquinas - operem de forma irregular, o que pode ser caracterizado pela liberação de uma menor quantidade de material sobre uma área, ou o seu contrário, o qual seria uma liberação excessiva de material sobre uma área. Sendo ambas as situações altamente indesejáveis, já que uma menor liberação de material resulta numa deficiência quanto ao resultado pretendido, enquanto que, a maior liberação de material pode ter consequências mais graves, principalmente quando se trata de produtos tóxicos, além de que, nesses casos, há um considerável prejuízo económico, o que pode tomar grandes proporções, já que essas operações cobrem grandes áreas, e assim, são pulverizados milhares de litros de defensivos, de modo que, uma pequena porcentagem de variação na quantidade de material pulverizado, pode representar uma grande quantidade de desperdício ao final da operação. Bem como, a aplicação excessiva de produtos agrícolas numa determinada área pode trazer prejuízos ambientais.

[004] Dito isto, é importante destacar que, observando -se estas adversidades, adotou-se realizar a medição do fluxo dos bicos de pulverização, averiguando- se assim se os mesmo se encontram operando dentro de uma faixa de tolerância. Sendo que, esta operação de medição é realizada, na sua forma mais básica, posicionando-se um copo medidor sob o bico pulverizador - em operação - durante um período de tempo pré determinado, e em seguida, calculando-se a relação litro/minuto de material liberado naquele bico, definindo- se assim se o referido bico se encontra operando normalmente ou se necessita de manutenção ou substituição por bicos adequados. Sendo que, neste modo de operação, necessita-se empregar dois colaboradores: sendo um para manusear o copo de medida, e outro para anotar os dados; destacando-se o fato de que esses dados ainda necessitam ser calculados posteriormente para determinar-se a vazão de cada bico. [005] Com o objetivo de tornar mais prática e precisa essa operação, desenvolveram- se alguns equipamentos dedicados, sendo que, um dos modelos conhecidos compreende um copo de medida que é usado em conjunto com um aparelho telefónico celular - smartphone - e, sendo que, o copo de medida possui um suporte para o celular, cuja câmera é apontada para o copo; um aplicativo realiza a leitura da medida no copo, e gera um relatório; esse equipamento é pouco prático e de pouca precisão, o aparelho celular pode ser molhado facilmente, o que pode danificá-lo. Além disso, para que o aparelho funcione de forma confiável, é necessário que a câmera do aparelho celular seja de ótima qualidade, do contrário, o resultado pode não oferecer a precisão necessária.

[006] Outra solução nessa área, compreende um recipiente no qual é acoplada uma unidade digital, que por sua vez é dotada de sensores, sendo que, a unidade digital mede o tempo que leva para que o recipiente atinja o seu nível de medição, exibindo o resultado num display, que assim pode ser anotado manualmente. No entanto, esse modelo também apresenta seus inconvenientes, sendo um deles o fato de que os sensores podem ser atingidos por respingos, apresentando imprecisão na leitura; e os dados gerados são acessados apenas por meio da visualização do seu display. Além de que, também são necessárias duas pessoas pra realizar a operação, uma anotando e a outra medindo com o aparelho.

Objetivos da Invenção

[007] Com o objetivo de solucionar estes inconvenientes foi que se desenvolveu o presente modelo de utilidade, o qual propõe um aparelho, o qual compreende um invólucro - idealizado para manuseio ergonómico - do qual deriva uma mangueira dotada de adaptador para acoplamento no bico pulverizador. Sendo que, no interior do invólucro é montada um sensor de fluxo, e também uma placa eletrónica de processamento e transmissão de dados via rádio frequência - mais particularmente Bluetooth - por meio do qual o aparelho se comunica com um aplicativo instalado num aparelho de telefone celular, de modo que assim, as leituras realizadas são transmitidas em tempo real para o aparelho celular, onde o aplicativo exibe as informações instantaneamente, tais como: percentual de erro entre os bicos; bicos com menor vazão, bicos com maior vazão; média das leituras; gráficos para visualização; e também a possibilidade de exportar as informações para aplicativos de comunicação, através dos quais se pode transmitir as informações para outros envolvidos.

Descrição dos desenhos

[008] Para melhor compreensão do presente Modelo de Utilidade é feita em seguida uma descrição detalhada do mesmo, fazendo- se referências aos desenhos anexos, onde a:

[009] FIGURA 1 ilustra o aparelho em perspectiva;

[010] FIGURA 2 ilustra o aparelho em vista anterior;

[011] FIGURA 3 ilustra o aparelho esquematicamente, mostrando na forma de diagrama de blocos os seus elementos constituintes.

Descrição detalhada da invenção

[012] De acordo com estas ilustrações e em seus pormenores, o presente modelo de utilidade: APERFEIÇOAMENTO INTRODUZIDO EM FLUXÔMETRO PARA BICOS DE PULVERIZAÇÃO AGRÍCOLA compreende inicialmente um invólucro (1) de paredes delgadas e rígidas; de dimensões e formato adequado ao manuseio ergonómico. Sendo que, na sua extremidade superior, o referido invólucro (1) compreende, em seu interior um dispositivo sensor de fluxo (F), do qual deriva uma mangueira flexível (2), conectada na sua entrada - do sensor (F) - a qual fica voltada na direção traseira do invólucro (1), e portanto, a referida mangueira (2) passa através de uma abertura na parede posterior do invólucro (1). Na extremidade oposta da referida mangueira (2) é montado um bocal cilíndrico (3), no interior do qual é montada urna almofada (4) de material flexível - resina - a qual é dotada de orifício passante central (5), permitindo a passagem de fluxo proveniente da mangueira (2).

[013] Por sua vez, na parede anterior do invólucro (1) passa -- através de urna abertura -- uma segunda mangueira flexível (6), a qual deriva da saída do sensor de fluxo (F). No interior do invólucro (1) é montada também uma placa eletrónica micro processada (P), a qual compreende meios para realizar a leitura do sensor de fluxo (F), e também compreende um transmissor de rádio frequência (R). No interior do invólucro (1) também são montadas baterias de alimentação elétrica (B). Na lateral externa do invólucro (1) são dispostos uma tecla de liga/desliga (L) e um conector (C) para plugue de carregador de eletricidade. Por sua vez, no seu painel anterior, o invólucro (1) apresenta um primeiro LEI) indicativo da condição de ligado (7); também um segundo LED indicativo de conexão (8) - sem fio - com um telefone celular (dotado do aplicativo relacionado); e um terceiro LED indicativo de Leitura em Andamento (9). No seu painel anterior, o presente invólucro (1) ainda apresenta um primeiro botão de comando para “Nova Leitura” (10); um segundo botão para “Repetir Leitura” (11) e uma campainha (12).

[014] A utilização do presente APERFEIÇOAMENTO INTRODUZIDO EM FLUXÔMETRO PARA RICOS DE PULVERIZAÇÃO AGRÍCOLA é simples e prática, sendo que, após ligá-lo, deve- se realizar a sincronização digital com o aparelho de telefone celular, o qual deve estar próximo e com o aplicativo habilitado. No passo seguinte deve- se posicionar o bocal (3) sob o bico pulverizador, pressionando-se manualmente contra a almofada (4), evitando-se assim vazamentos. Nessa condição deve-se pressionar o botão de “nova Leitura” (10), de modo que assim, estando o fluxo de material proveniente do bico pulverizador passando pelo sensor de fluxo (F), a placa micro processada (P) realiza a leitura durante um período de tempo - preferencialmente cinco segundos - Sendo esta leitura transmitida em tempo real para o aparelho celular - via bluetooth - onde os dados são recebidos e tratados, gerando-se relatórios diversos, os quais podem ser transmitidos remotamente, via aplicativos de comunicação de uso comum. O material que é captado pelo bocal (3) e conduzido através da mangueira posterior (2) até o sensor de fluxo (F), é eliminado através da mangueira anterior (6), podendo ser recolhido num reservatório para posterior reaproveitamento.

[015] Logicamente, o presente APERFEIÇOAMENTO INTRODUZIDO EM FLUXÔMETRO PARA BICOS DE

PULVERIZAÇÃO AGRÍCOLA pode apresentar variações nas suas dimensões, proporções e também do material com o qual é fabricado, desde que sejam mantidas as suas características particulares, e que são essenciais à sua realização.